domingo, 27 de dezembro de 2015

A magia dos números

Autor: Yoko Ogawa
Edição: 2011/ 
Páginas: 216
ISBN: 9789725649558
Editora: Quetzal Editores

Sinopse:
Uma empregada de limpeza começa a trabalhar em casa de um velho matemático, um homem com mais de sessenta anos, cuja carreira foi brutalmente interrompida por um acidente de automóvel, que reduziu a autonomia da sua memória a oitenta minutos. 
A cada manhã, a jovem mulher deve apresentar-se como se se vissem pela primeira vez - o professor esquece-se que ela existe de um dia para o outro -, mas é com grande paciência, gentileza e muita atenção que ela consegue ganhar a sua confiança, apresentando-lhe também o filho de dez anos. Aí se inicia uma relação maravilhosa: o rapazinho e a sua mãe vão não só partilhar com o velho amnésico a sua paixão pelo beisebol, como vão também aprender com ele a magia dos números. Neste subtil romance sobre a herança e a filiação - e em que três gerações se encontram sob o signo de uma memória extraviada e fugidia - a narrativa desdobra-se com a graça e o rigor de um origami. Lapidar e profundo como um haiku, A Magia dos Números é uma pequena obra-prima..

A minha opinião:
Por motivos alheios `a minha vontade tenho andado arredada de leituras. E de comentários. 

Este romance, sugestão de uma boa amiga com um gosto irrepreensível para livros, esteve algum tempo por ler. A capa é belíssima, mas os números nunca exerceram magia sobre mim. Mas nesta historia ficaram muito perto, porque numa escrita linear e simplicista, de uma delicadeza subtil e rara sensibilidade acompanhei a amizade crescente entre três improváveis personagens sem nome, e assim fui contagiada pelo fascínio dos números e imagine-se... basebol.

O brilhante professor tem uma limitada memória de oitenta minutos e sucessivamente repete as mesmas perguntas ou argumentos, sem enfado, critica ou estranheza para Root, o miúdo de dez anos assim chamado pelo professor porque a forma da sua cabeça lhe parece uma raiz quadrada, ou a empregada, em que juntos brincam com a magia dos números e a associam a factos simples da vida.

Apesar de tudo não foi suficiente para se tornar um livro memorável para mim. Certamente que a falha é minha pela fase da vida em que o li. 

Sem comentários:

Enviar um comentário