segunda-feira, 24 de julho de 2017

O Pianista de Hotel

Autor: Rodrigo Guedes de Carvalho
Edição: 2017/ maio
Páginas: 480
ISBN: 9789722062701
Editora: Dom Quixote

Sinopse:
O Pianista de Hotel transporta-nos numa melodia.

É uma entrada para um mundo regido pela linguagem da música, pela sua força e beleza, presentes no ritmo de cada frase, de cada parágrafo rigorosamente medido.
Livro em camadas, nele se cruzam diversos planos, diversas histórias perpassadas pelo poder redentor da música que entra e rasga, a solidão, a dor e o vazio das pessoas que habitam nestas páginas. Com um vasto subtexto, a densidade das personagens está carregada de mistérios que nos prendem a sucessivas interrogações.

Há um pouco de nós em todas elas.
Há muito de nós neste mergulho ao mais fundo da alma humana.
É um romance que se lê e ouve, que mantém todos os sentidos alerta. Uma pauta musical, com andamentos diversos, que acabam por se cruzar numa vertigem imprevisível de autêntico thriller psicológico.

E, depois, há o pianista…

A minha opinião:
"O Pianista de Hotel" é o quinto romance de Rodrigo Guedes de Carvalho e o primeiro que leio deste autor. A publicidade e os comentários favoráveis tornaram possível esta leitura, marcada por uma inquietação ou tensão constante. Uma leitura que não se quer rápida, apesar da linguagem acessível e rica em diferentes tons.  A estrutura narrativa  não tem qualquer reparo, excepto o acesso sem pejo que a torna compulsiva. 

Duas personagens principais, Maria Luísa e Luis Gustavo, dois nomes próprios como que a chamar a atenção para a solidão, a perda e o desamparo, num vazio tão  grande que os torna conscientes do que e de quem os rodeia. Circunstâncias tão próximas que julguei que teriam que se encontrar. Outras vidas se sobrepõem nesta narrativa, como Pedro Gouveia e Saúl Samuel, outras dores se acumulam no quotidiano de uma grande cidade portuguesa. A violência contra as mulheres que me toca particularmente. Bullying, homossexualidade e morte. E claro, a música e o pianista de hotel. A beleza que não ouvimos neste romance que desperta os sentidos. 

Um romance forte e acutilante. Um romance que vou querer reler. Um romance para o qual desejava um final idílico. Um romance que perturba. Muito bom. 

Sem comentários:

Enviar um comentário