sábado, 9 de setembro de 2017

Sr. Mercedes

Autor: Stephen King
Edição: 2017/ março
Páginas: 472
ISBN: 9789722530477
Editora: Bertrand

Sinopse:
Numa madrugada gelada, uma fila de desempregados desesperados vai crescendo para conseguir lugar numa feira de emprego. Inesperadamente, um condutor solitário avança sobre a multidão num Mercedes roubado, atropelando os inocentes; depois recua e torna a avançar. Oito pessoas são mortas, quinze ficam feridas. O assassino foge. Meses mais tarde, noutro lugar da mesma cidade, um polícia reformado chamado Bill Hodges continua perturbado pelo crime que ficou por resolver. Quando recebe uma carta demente de alguém que se autodenomina «O Assassino do Mercedes» e ameaça um ataque ainda mais diabólico, Hodges desperta da sua reforma deprimente e decide a todo o custo evitar uma nova tragédia.

Brady Hartsfield vive com a mãe alcoólica na casa onde nasceu. Adorou aquela sensação de morte ao volante do Mercedes, e quer sentir aquilo de novo. Só Bill Hodges, com os seus dois novos (e improváveis) aliados, pode deter o assassino antes que ataque de novo. E não têm tempo a perder, porque a próxima missão de Brady, se for bem-sucedida, irá chacinar milhares de pessoas. Sr. Mercedes é uma luta épica entre o bem e o mal, e a exploração da mente de um assassino obsessivo.


A minha opinião:
Stephen King está a meio da tabela dos escritores de ficção que em 2016 mais lucraram. Conhecedora desse dado pensei que o devia ler. E se não o fizera antes com o tipo de histórias que o tornaram rico, poderia começar com o Sr. Mercedes, vilão e protagonista desta história. Uma mente engenhosa que encontra satisfação num crime de oportunidade. 

Uma carta que envia ao então reformado policia Bill Hodges, a reclamar o protagonismo reinicia a investigação sem intervenção das autoridades. A dedução e intuição de Bill Hodges que se associa a Jerome fazem-no avançar, apaixonar-se e conhecer Holly, a última das particpantes nesta corrida contra o tempo para impedir um crime ainda mais hediondo. 

O percurso existencial das personagens não é descuidado e as suas forças e fraquezas expostas, o que torna este thriller muito interessante dada a complexidade emocional e intelectual que se revela em personagens que nos parecem estranhas, mas às quais ficamos completamente rendidos.  O brilhantismo da narrativa fazem desta um sucesso com aproximadamente 500 páginas que se lêem sem tédio. 

Muito fácil de ler. Não sendo muito violento é um thriller muito competente que gostei. 

Sem comentários:

Enviar um comentário