quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

A Morte de um Apicultor

Autor:  Lars Gustafsson
Edição/ Reimpressão: 2015
Páginas: 192
ISBN: 9789897540554
Editora: Marcador

Sinopse:
Lars Westin está a morrer; embora se recuse a ler a carta enviada pelo hospital, que confirma o seu diagnóstico, ele sabe que tem cancro e que não irá viver até ao final da primavera seguinte.
Não aceita, porém, entregar o tempo que lhe resta ao espaço impessoal de um hospital, preferindo tomar o controlo do seu próprio destino e prosseguir com a sua vida solitária e reflexiva.
Abandona a carreira de professor e inicia uma nova vida como apicultor. Prescindindo de qualquer tratamento médico, Lars continua a sua vida simples e recolhida, na sua casa de campo, em pleno cenário rural sueco.
Esta é uma história sobre a vida, em particular a vida que antecede a morte. É sobre como, com a linguagem, se esconde a verdade. É sobre a forma como a dor pode revelar o nosso verdadeiro eu.

A minha opinião:
Este livro é um caso sério, como as notas deixadas em três cadernos pela personagem ausente e que servem de base para uma história comum. E o comum partilhamos e por isso nos toca. Fácil de entender mas difícil no sentir. 

Um ex-professor divorciado que se tornou apicultor reflete sem amargura sobre percepções e memorias da sua vida  e  encara o inevitável declínio com a doença que sabe que tem. Um homem  pacificado mas lúcido. Um homem simples que recomeça a cada dia. 

De pequenas dimensões não é um livro maçador ou particularmente difícil apesar do tema. Escrita sem mácula, cuidada e ponderada sobre o oculto e profundo Eu. 

Um clássico a não recear ler. Gostei e vou repetir mais tarde.  

Sem comentários:

Enviar um comentário