terça-feira, 23 de outubro de 2018

A Persuasão Feminina

Autor: Meg Wolitzer
Edição: 2018/ setembro
Páginas: 480
ISBN: 9789896605186
Tradutor: Raquel Dutra Lopes
Editora: Teorema

Sinopse: 
Jovem, brilhante e ambiciosa, Greer Kadetsky acaba de ser aceite na prestigiada universidade de Yale com uma bolsa de estudo. Para entrar, basta preencher um formulário. Algo que os pais, na sua descontracção de hippies da velha guarda, não fazem.

É assim que ela se vê relegada para uma universidade de segunda linha enquanto o namorado, Cory, filho de imigrantes portugueses, concretiza o sonho de ambos e segue para Yale.

Enquanto se debate com a inesperada falta de rumo, Greer conhece a carismática Faith Frank, figura icónica do feminismo americano. Ao assistir a uma palestra de Faith, a chama que Greer temia extinta ilumina-se.

Anos depois, já terminada a faculdade, Cory dedica-se à alta finança enquanto Greer luta pelos seus ideais com fervor. São percursos distintos que os obrigam a confrontarem-se com a complexidade da vida adulta.

Aos poucos, ambos se afastam do futuro que sempre imaginaram para si próprios. E um dia, vão perceber como estão longe daquilo que sonharam ser.

A minha opinião: 
Não li o "Os Interessantes", que aguarda vez na minha estante em muito boa companhia, mas adorei o romance "A mulher".

"A Persuasão Feminina" começa com a protagonista Greer jovem, zangada com os pais por não estar na faculdade que merecia quando conhece Faith Frank, uma acérrima defensora dos direitos das mulheres. Mais tarde, vão trabalhar juntas e criam um laço quase maternal, dada a diferença geracional. A mudança das personagens, inclusive das personagens secundárias relevantes no enredo, bem como as mudanças na sociedade, com os anseios e conquistas das mulheres antes e depois, ou as cedências que se fazem em prol de um bem que se julga maior. Um romance com um cunho marcadamente feminista, pertinente e atual. O poder e ambição a par do desenvolvimento e humanidade, tantas vezes longe do que idealizamos.

Naturalmente bem escrito. Um romance para se ler devagar.

Sem comentários:

Enviar um comentário