sábado, 23 de agosto de 2014

Estou Nua e Agora?

Subtítulo: 1 ano, 7 continentes, uma aventura inesquecível
Autor: Francisco Salgueiro
Edição: 2014/ maio
Páginas: 328
ISBN: 9789897411595
Editora: Oficina do Livro

Sinopse:
Quantas vezes acordamos com vontade de mudar de vida? Deixar para trás os mesmos lugares, as mesmas pessoas, a relação que não vai dar a lado nenhum?
Alex, uma nova-iorquina, vive uma vida perfeita: acabou o curso e tem um emprego garantido. Está prestes a cumprir os sonhos que desenharam para ela. Mas um desgosto de amor leva-a a viajar pelo mundo.

Precisa de se conhecer melhor e ultrapassar os seus medos. Da Tailândia ao Brasil, da Austrália a Marrocos, faz Couchsurfing dormindo em colchões, beliches, camas limpas, camas sujas, parques públicos – até em minha casa, em Lisboa. Nudismo, algum sexo, ilhas paradisíacas, jantares românticos, protestos de rua, festivais no deserto, um encontro com Nelson Mandela, mulheres que disparam bolas de ping pong das suas zonas íntimas – tudo isto faz parte desta história real passada nos sete continentes, ao longo de um ano, que representa tudo aquilo que gostaríamos de fazer.
Há pessoas que cometem erros por se acomodarem e outras que cometem erros por tentarem. A Alex preferiu errar tentando. E vocês?
Um convite aos adolescentes e jovens adultos a tomarem as rédeas da sua vida e a partirem à descoberta do mundo!

A minha opinião:
Seis continentes para onde ir. Em cada local, uma cultura diferente para descobrir, e é preciso abertura de espírito para receber o que há para oferecer. A maioria das pessoas que viaja em Couchsurfing procura um propósito na vida ou foge de algo. Esta é história de Alex que escolhe incerteza em vez de infelicidade, e narra-nos as suas experiências arrojadas e perigosas nesta nova forma de circular pelo mundo. Afinal, a vida é perigosa. Ainda ninguém sobreviveu a ela. 

Escrito na primeira pessoa, Alex narra gradualmente as suas deambulações e as pessoas com quem se cruzou e que tanto a enriqueceram, quando abandonou um emprego garantido para mudar o seu mundo.

Ler este livro abre os nossos horizontes porque nos permite ver a forma como Alex pensou, sentiu e reagiu a tantas situações, e podemos incorporar em nós aquilo que achamos ser importante. Tal e qual a opinião de Ramon, uma das personagens com quem Alex se cruzou no Cambodja. 

Divertido e inquietante, este é um livro que se lê em poucas horas. Não é uma leitura profunda ou espiritualizada, sequer tem pretensões disso. Alex é demasiado terra-a-terra e a linguagem é corrente e fluída. Um livro para mentes aventureiras.

Uma amizade com o autor, que resultou neste livro. Um amor em Portugal. Ler breves passagens sobre a vivência no nosso país é sempre um prazer de ler.

Sem elevadas expetativas, este é um livro que recomendo. Proporcionou-me algumas gargalhadas... na Tailândia. Não fazia a mínima ideia do que era um bar de ping-pong por lá. E começar Couchsurfing em casa de Ron e Mike é especial. Nem queiram saber!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário