segunda-feira, 30 de outubro de 2017

O Regresso da Primavera

Autor: Sveva Casati Modignani
Edição: 2017/ outubro
Páginas: 400
ISBN: 978-972-0-03017-7
Editora: Porto Editora

Sinopse:
Passamos muito tempo a perseguir sonhos que nos escapam da mão, uma felicidade que não se deixa aprisionar. E depois acontece que o melhor da vida se revela num instante, talvez na magia de um encontro inesperado. Como aquele que aconteceu entre Lorenzo e Fiamma, surpreendidos por um amor que nem mesmo eles, provavelmente, acreditavam ser ainda possível.

Lorenzo Perego, um homem fascinante e culto, é professor de Geografia Económica numa escola profissional de Milão. Poderia ter escolhido um estabelecimento de maior prestígio, mas o ensino é a sua paixão e ajudar jovens com talento numa realidade difícil e muitas vezes desoladora é um desafio que o entusiasma e enriquece.

Fiamma Morino, com pouco mais de 40 anos, é diretora editorial de uma pequena editora de sucesso que ela própria fundou. Agora que a editora está prestes a sofrer uma drástica mudança de gestão, com que Fiamma não concorda, está disposta a tudo para a defender e continuar a garantir o cuidado e o amor que desde sempre dedica aos seus autores.

Através das vivências de Fiamma e Lorenzo, conhecemos a Itália de hoje, a da crise da Escola e da Economia, mas também aquela que é feita de pessoas empreendedoras, prontas a arregaçar as mangas e decididas a não se renderem.

A minha opinião:
Um gosto adquirido. Não encontro outra explicação para ler qualquer um dos romances da Sveva logo que saiem. O mundo de afetos dos ricos e privilegiados seduz-me inexplicávelmente. Histórias que se centram em personagens bonitas, generosas, altruístas, em contextos profissionais específicos na velha Itália. Desta feita, temos o meio editorial e o pedagógico, com o foco na formação de caráter e de valores. A ténue critica social e política não falta.

Adorei o Lorenzo e Fiamma. Ambos brilham. O passado e o presente muito bem integrados na narrativa, dando-nos a conhecer bem os protagonistas. Uma fórmula em que a escritora é eximia. O equilibrio neste casal invejável tem um desfecho diferente que apreciei. 


Enredo sereno, escrita fluída e visual, são apenas alguns dos elogios que atribuo aos romances desta autora que não me surpreende tanto assim, mas conquista com as suas personagens. E acabo sempre por regressar com deleite. Resquícios da juventude, talvez. Romantismo tolo, quem sabe. Que me importa, gosto assim.

Sem comentários:

Enviar um comentário