terça-feira, 4 de outubro de 2011

O Lago dos Sonhos

Autor:  Kim Edwards
Edição: 2011, Agosto
Páginas: 448
ISBN: 978-972-26-3371-0
Editora: Civilização

Sinopse:
Depois de vários anos no estrangeiro, Lucy regressa a casa. Encontrando-se numa encruzilhada na sua vida, sente-se perseguida pela morte misteriosa do pai, que ocorreu há uma década. Certa noite, já tarde, enquanto deambula pela enorme casa familiar na margem de um lago, descobre, escondida no assento de uma janela, uma coleção de objetos que, à primeira vista, parecem simples curiosidades, mas que depressa irão revelar uma complexa história familiar.
As saudades do passado, avivadas pelo reencontro com o seu primeiro grande amor, conduzem-na a situações inesperadas. Lucy descobre e explora os contornos do seu passado. A história da família como ela a conhecia é destruída – e, depois, dramaticamente reconfigurada, animando-a a viver com uma liberdade que ela nunca tinha experimentado antes.
Com constantes surpresas e cheio de detalhes vibrantes, O Lago dos Sonhos é uma saga poderosa e envolvente, que seguramente vai cativar os milhões de leitores que adoraram Segredos de Família.

A minha opinião:
Desta vez a minha opinião não é tão positiva como outras que tenho deixado aqui.Definitivamente esta saga não me cativou. Apesar da capa e da sinopse me teremr agradado, a leitura foi um tanto fastidiosa. Provavelmente, por motivos meramente subjectivos, mas na minha humilde opinião a autora não conseguiu imprimir ritmo a esta estória com demasiadas descrições e outros detalhes que nada acrescentavam.

A linguagem é cuidada mas a narrativa é longa e o encanto perde-se. A interação das personagens não era a de uma familia que se reencontra depois de algum tempo afastados porque não parecem ter intimidade ou ligação.

A personagem principal "nada em águas turvas" desde a morte do pai. Ao encontrar casualmente o rasto de uma corajosa familiar que esteve na luta pelo sufrágio feminino começa uma exaustiva investigação para desvendar o passado e encontrar um sentido no presente. Os segredos ou mistérios que desvenda contam uma história de vida.
Não fiquei envolvida ou senti empatia mas compaixão e compreensão com esta leitura.

Encantador mas ... não viciante ou ...

Sem comentários:

Enviar um comentário