sábado, 6 de julho de 2013

A Reviravolta

Autor: Michael Connelly
Edição: 2013, junho

Páginas: 376
ISBN: 9789720045874
Editora: Porto Editora

Sinopse:
Em 1986, um crime brutal abalou a vida dos habitantes de Hancock Park: Melissa Landy, de doze anos, foi raptada e brutalmente assassinada, e o seu corpo atirado para uma lixeira. Vinte e quatro anos depois, o caso regressa à barra dos tribunais, sob o olhar atento dos meios de comunicação social. Jason Jessup, o suposto infanticida, tem em seu poder uma prova de ADN capaz de o ilibar do crime.

Porém, o advogado Mickey Haller, conhecido pelas suas defesas vitoriosas, aceita agora uma nova missão: trabalhar pela primeira vez com o gabinete do procurador do Ministério Público para provar a culpa de Jessup.
Com a ajuda do detetive Bosch e da ex-mulher, a destemida Maggie McPherson, Haller terá então de superar um advogado de defesa hábil na manipulação dos meios de comunicação social, um réu ardiloso e uma testemunha relutante em depor ao fim de tantos anos. E o jogo torna-se cada vez mais perigoso à medida que a família de Haller e a de Bosch se veem transformadas em peças de xadrez num tabuleiro fatal.

A minha opinião:
Os meandros da justiça americana num empolgante thriller. Investigação policial e ação judicial bem doseados numa elaborada trama.

Uma gaveta de um arquivo aberta. Um  processo reaberto vinte e quatro depois, quando a ciência permitiu uma análise do ADN encontrado no vestido da vitima e se apurou não ser do arguido condenado. Assim, começa esta aventura repleta de suspense e intriga entre o que se passa nas malhas da lei com o sistema judicial americano e um novo julgamento e uma insidiosa, aprofundada e hábil investigação para apurar ou confirmar a culpa do arguido. O tempo apaga algumas pistas e desaparecem testemunhas mas também cria outros argumentos de defesa e culpa que os advogados Mickey Haller e Maggie McPerson exploram, bem como o "rato" do advogado de defesa, que adora a exposição dos media.

Protagonistas que admiramos e com os quais nos envolvemos. O tipo de leitura que nos permite abstrair de tudo para acompanharmos a par e passo esta trama e assim desvendarmos o desfecho. Um cenário digno de um filme, e contado por um experiente e hábil contador de estórias.
Para quem gosta do género, considero imperdível.

Sem comentários:

Enviar um comentário