quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Malavita

Autor: Tonino Benacquista
Edição: 2013, novembro
Páginas: 272
ISBN: 9789896761028
Editora: Porto Editora

Sinopse:
Uma família instala-se em Cholong-sur-Avre, na Normandia. Fred, o pai, diz ser escritor e preparar um livro sobre o Dia D. Maggie, a mãe, é voluntária numa associação de caridade e excelente na preparação de barbecues. Belle, a filha, faz honra ao seu nome. Warren, o filho, soube tornar-se indispensável para todos os colegas. E há a cadela, Malavita…

Uma família aparentemente como as outras, em suma. Mas uma coisa é certa: se eles forem viver para o vosso bairro, fujam sem olhar para trás… Um extraordinário romance de sátira, ação e suspense, agora adaptado ao cinema por Luc Besson.
A minha opinião:
Malavita é sem surpresa uma divertida narrativa sobre uma familia americana sui generis, recolocada ao abrigo do programa de proteção de testemunhas em França, na Normandia. O patriarca da familia, um ex-mafioso, inventa o papel de escritor perante a comunidade que o acolheu  e assume-o  com as suas memórias e temos assim um vislumbre do seu passado de terror e domínio, que agora os persegue sem tréguas.
Malavita. Um dos muitos nomes que os sicilianos deram à Máfia. A malavita, a má vida.(...) um nome mais melodioso do que "Máfia", "onorevole societá", "polvo" ou a "cosa nostra". Malavita é também o nome da cadela de Fred, uma personagem quase ausente. Tal como a Máfia, quase ausente não significa algo que se deve subestimar. Umaa força discreta e oculta.
Os vícios e costumes desta familia de resilentes e resistentes americanos acompanha-os para onde quer que vão e as peripécias sucedem-se para desespero dos que o vigiam. Em analogia, os diferentes modos de vida dos europeus e americanos. 
Uma leitura despretensiosa mas bem disposta que proporciona bons momentos de entretenimento com uma estória bem encadeada, e em que na capa do livro surge a referida familia ... de atores bem conhecidos e que projetamos para as carismáticas personagens.
Uma deliciosa estória!

Sem comentários:

Enviar um comentário