quinta-feira, 23 de abril de 2015

A Casa das Rosas

Autor: Andréa Zamorano
Edição: 2015/ fevereiro
Páginas: 160
ISBN: 9789897222108
Editora: Quetzal Editores

Sinopse: 
Esta é a história extraordinária de Eulália, uma jovem da classe média de São Paulo. Os inusitados acontecimentos que marcam a sua vida nesse período épico da vida brasileira, entre 1983 e 1984 (a campanha das eleições diretas, marco no combate pela democracia), vão transportar o leitor para um mundo onde realidade e fantasia coexistem e se entrelaçam.

Ao longo dessa história, haverá uma mãe desaparecida, um vestido de noiva, um detetive solitário, um jardineiro que sabe demais, um deputado poderoso, um perfume de rosas, uma fuga através da cidade em chamas, um animal que fala, um fantasma que aparece e desaparece, um poeta mexicano que só mais tarde irá surgir nos livros de Roberto Bolaño, um português dono de um boteco em São Paulo - e um final empolgante e inesperado. 
A estreia de uma autora brasileira a viver em Portugal há longos anos, que cruza as culturas (e ortografias) de uma mesma língua.

A minha opiniao : 
Romance com pouco romance. Prosa quase poética, com frases curtas e palavras duras, num enredo com três personagens principais e três secundarias, e um sagui que faz elo de ligação entre o consciente e o inconsciente de uma personagem que tanto sabe sem nada compreender. 

Enigmática narrativa que nos desconcerta mas encanta, numa breve leitura que faz a diferença, justamente porque não nos deixa indiferentes. O tema de fundo que não revelo, e´ uma descoberta que ao leitor interessa e não deve perder. Intemporal e sempre noticia. 

O nome de uma casa que rosas tinha. A beleza e a loucura que ilude os sentidos e a razão numa perdição. O poder que cega. Virgílio, Cândida e Eulália e o Sr, Raimundo, o jardineiro, quatro personagens que não vou esquecer. 

Inspirado primeiro romance para quem sabe de letras e usa-as bem. Sem preconceito, gostei muito. 

Sem comentários:

Enviar um comentário