segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Fragmento



"Não se devia deitar abaixo o passado para abrir caminho ao futuro. Era a forma mais certa de se perderem lições. A arte de manter uma civilização viva, tal como a arte de fazer perfumes, estava na mistura, na combinação."
(pag.63)

Sem comentários:

Enviar um comentário