quarta-feira, 16 de julho de 2014

Amores Secretos

Autor: Kate Morton
Edição: 2014/ junho
Páginas: 568
ISBN: 9789896722012
Editora: Suma de Letras

Sinopse:
Laurel, actriz de sucesso, regressa à casa da família para celebrar o nonagésimo aniversário da mãe, Dorothy, que sofre de Alzheimer.
Esse dia recorda-lhe um outro, há muito esquecido. Naquele fatídico aniversário do seu irmão, Laurel estava escondida na casa da árvore, a fantasiar com um amor adolescente e um futuro grandioso em Londres, quando assistiu a um crime terrível, que mudaria a sua vida para sempre. Foi com terror que Laurel viu a mãe cravar a faca do bolo de aniversário no peito de um desconhecido.

O regresso ao local onde tudo aconteceu é a última oportunidade para Laurel descobrir o temível segredo daquele dia e encontrar as respostas que só o passado da sua mãe lhe pode dar. Pista após pista, Laurel irá desvendar a história secreta de três desconhecidos que a Segunda Guerra Mundial uniu em Londres — Dorothy, Vivien e Jimmy — e cujos destinos ficaram para sempre ligados.
Uma fascinante história de segredos e mistérios, de um crime obscuro e de um amor eterno. Mais um livro inesquecível de uma das autoras de maior sucesso dos nossos tempos.

A minha opinião:
A expectativa em ler mais um romance de uma das minhas autoras preferidas era muita. Guardei-o para um desejável e imperioso período de férias. Provavelmente, não foi a melhor aposta para primeira leitura. Intrincado, com personagens multifacetadas e complexas, e um final quase surpreendente. Uma leitura um tanto exigente, ainda que enriquecedora. 

Saltitando em três épocas distintas, nomeadamente em 1941, 1961 e 2011 vamos desvendando um passado misterioso que envolve um crime absurdo, que em jovem Laurel testemunhou e precisa de esclarecer. Uma forte ligação entre três personagens durante a Segunda Guerra Mundial. Uma inquietação que passa ao longo de toda a narrativa com os vislumbres do tanto que ambicionavam e sofriam Dorothy, Jimmy e Vivien. Uma longa investigação de Laurel para chegar à verdade sem que nenhum dos intervenientes o pudesse revelar. 

E é neste último parágrafo que, está o busílis desta narrativa. Longa, o que me levou a abreviar a leitura para antecipar o final que adivinhei. Não foi por isso, uma leitura memorável e ao nível das minhas expectativas e anseios.

Sem comentários:

Enviar um comentário