sexta-feira, 18 de julho de 2014

o segredo do meu marido

Autor: Liane Moriarty
Edição: 2014/ abril
Páginas: 416
ISBN: 9789892325774
Editora: ASA

Sinopse:
A carta do marido dizia: “Para ler apenas após a minha morte.” Mas ele estava vivo. E escondia um segredo aterrador.
Cecilia encontrou a carta acidentalmente. Na penumbra do sótão, soube de imediato que não devia lê-la. Que devia devolvê-la ao seu esconderijo, fingir nunca a ter encontrado e respeitar a vontade do marido. Afinal amava John-Paul. Juntos, tinham três filhos e uma vida sem sobressaltos. Argumentos que de pouco serviram perante a sua curiosidade crescente. E quando começou a ler, o tempo parou.

A confissão de John-Paul fulminou-a como um raio, dividindo a sua vida em dois: o antes e o depois da carta. Cecilia vai ficar agora perante uma escolha impossível. Se o segredo do seu marido for revelado, tudo o que construíram será destruído. Mas o silêncio terá um efeito igualmente devastador.
Porque há segredos com os quais não se pode viver…

A minha opinião:
Um romance de leitura compulsiva. Simples opções ou decisões quotidianas que acarretam consequências inesperadas e inimagináveis, no conhecido efeito borboleta da teoria do caos. 

Algum suspense em descobrir o segredo do marido perfeito de Cecília, mas foi Tess quem mais me agradou, enquanto absorvia o longo sofrimento de Rachel. Três personagens femininas numa pequena comunidade que lidam com difíceis questões. A primeira leva um abanão na sua bem organizada e bem sucedida existência quando descobre uma carta e percebe o quão importante e grave é o seu conteúdo. Um mistério resolvido. Tess é confrontada com uma traição e Rachel com a iminente partida do neto que afecta a sua já fragilizada estrutura emocional. Dramas com picos de humor. Sentir profundo e partilha com o leitor num registo muito feminino.

Um romance que correspondeu plenamente aos meus anseios literários do momento. Empolgante e emocionante quanto baste e mais, muito mais do que entretenimento. Uma boa trama a adaptar ao cinema.

Sem comentários:

Enviar um comentário