domingo, 2 de outubro de 2016

O Segredo do Escritor

Autor: Liz Nugent
Edição: 2016/ julho
Páginas: 240
ISBN: 978-989-75-4159-9
Editora: Marcador

Sinopse: 
O atraente e carismático Oliver Ryan é a imagem do sucesso. Ele e a mulher, Alice, levam uma vida invejável de privilégio e bem-estar. Invejável até que, certa noite, depois do jantar, Oliver agride Alice com tal violência que a deixa em coma.

O próprio Oliver fica aturdido com o seu gesto. No período que se segue, enquanto todos tentam perceber o que terá motivado esse surpreendente ato de selvajaria, Oliver conta a sua história. E o mesmo fazem aqueles com quem a sua vida se cruzou ao longo de cinco décadas. A verdade é ao mesmo tempo trágica e monstruosa, uma história de vergonha, inveja, fraude e manipulação.

Só Oliver sabe o que teve de fazer para alcançar a vida que ambicionava e a que sentia ter direito. Mas nem mesmo ele está preparado para o choque que a revelação do passado lhe reserva.

A minha opinião:
A sinopse que li numa qualquer livraria onde procuro novidades capazes de me interessar sempre que estou entre leituras (principalmente quando o livro que conclui foi realmente satisfatório, senão muito bom e é difícil encontrar um substituo à altura), pareceu-me promissora. Quando a oportunidade surgiu iniciei a leitura com alguma expectativa que se revelou menos promissora, 

A premissa desta história gira em torno de Oliver, o Escritor, de Histórias Infantis, e das pessoas com uma relação não intima, mas próxima, que apresentam a sua perspectiva sobre este homem, de modo a encadear uma trama em que o Oliver participa, e em que se revela a vida de um rapazinho negligenciado e rejeitado pelo pai, sem conhecer a mãe, e nos dá a génese de um monstro, ou psicopata, que de circunstância em circunstância alcança o sucesso.

As várias personagens intervenientes não mudam o discurso tanto quando o deveriam personagens diferentes, mas ainda assim o conteúdo do que revelam acrescenta algo mais à história para prosseguir na leitura. 

O segredo obscuro do Escritor, por muito que outros segredos vão sendo revelados mas não descobertos, com mais ou menos suspense, explica neste thriller psicológico  o fascínio por certas individualidades.

Simples e eficaz, mais pelo conteúdo do que pela forma. Gostei. 

Sem comentários:

Enviar um comentário