segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Dei-te o Melhor de Mim

Autor: Nicholas Sparks
Edição: 2011, Novembro
Páginas: 304
ISBN: 9789722347044
Editora: Presença

Sinopse:
Dei-te o Melhor de Mim, o novo e aclamado romance de Nicholas Sparks, conta a história emocionante de Amanda e Dawson, dois adolescentes envolvidos na mágica experiência do primeiro amor. Contudo, sob a pressão familiar e social, são obrigados a seguir vidas distintas. Somente vinte e cinco anos mais tarde voltam a encontrar-se, por altura da morte do único homem que tinha protegido o jovem casal apaixonado. E se para ambos o amor de outrora se revela intacto, confrontam‑se inevitavelmente com as escolhas feitas e os compromissos assumidos. Qual então o sentido daquele encontro, se nada podia mudar o passado?

A minha opinião:
Um belissímo romance. Terno, sensível e profundo.

Depois de acabar de o ler, levei algum tempo a ponderar sobre o que comentar. Gosto preferencialmente de ler romances. Sou fiel leitora de alguns inspirados escritores.
Curiosamente pensava que seriam as mulheres, mais emotivas e organizadas as melhores escritoras de romances. Contudo, nem sempre é assim. Alguns escritores conseguem contar muito bem uma estória simples e descrever emoções e sentimentos profundos e intensos de um modo conciso e objectivo, como é reconhecidamente o caso de Nicholas Sparks.

Um reencontro entre duas pessoas que nunca se deveriam ter separado porque o que os ligava era mais forte que o tempo ou a distãncia. O entendimento e a cumplicidade fazia deles os melhores amigos e simultâneamente proporcionavam um ao outro o melhor de si.

Não sou grande apreciadora de finais emocionalmente dramáticos ou trágicos, porque o que desejo ler são finais felizes. Mas Nicholas Sparks cria com grande efeito finais que se aproximam da realidade e que por ironia equilibram a estória. Assim é neste romance. 

As personagens e a sua história de vida encantam o leitor. Personagens maduras, racionais e equilibradas  que em uma encruzilhada tem que fazer escolhas. Personagens que admiramos e identificamos.

Um prazer de ler.

1 comentário: