sábado, 21 de janeiro de 2012

Mil noites de paixão

Autor: Madeline Hunter
Edição: 2012, Janeiro
Páginas: 336
ISBN: 9789892316727
Editora: ASA

Sinopse:
Eles não têm absolutamente nada em comum.
Lady Reyna é uma mulher virtuosa e erudita, que preferia morrer a quebrar uma promessa ou voto.
Ian de Guilford é um sensual mercenário, um cavaleiro errante cujo temperamento fogoso lhe valeu a alcunha de Senhor das Mil Noites.
Ela não conhecia a sua fama quando, fazendo-se passar por cortesã, transpôs as linhas inimigas com um plano desesperado para salvar o seu povo. Agora que está frente a frente com o guerreiro a cujos encantos, diz-se, é impossível resistir, Reyna apercebe-se de que subestimou o seu inimigo. Ele está decidido a tudo para subjugar a sua virtude. A bem do seu povo, ela não pode ceder... e a sua audácia leva-a a fazer algo com que nunca sonhou: pôr em jogo o seu coração.

A minha opinião:
Volúpia, astúcia e aventura.  Depois de o ler, estas foram as palavras que me ocorreram para o descrever.
A bela capa deste livro, que o torna tão apelativo, remete-nos para isso mesmo: volúpia e feminilidade.

Esta escritora escreve romances históricos com personagens fortes, intensas e muito envolventes, que nos arrebatam nas suas tramas/ aventuras e intrigas plenas de suspense, onde não faltam combates por conquistas territoriais ou lutas/ duelos por honra e cavalheirismo, mas também intimidade com muita paixão e sexo.

Romance apaixonante e de leitura voraz que se passa no sec XIV em que as mulheres serviam como moeda de troca para apaziguar questões politicas e sociais e os homens eram donos e senhores do seu destino, como um bem ou propriedade.
Ainda assim, paixões e morte andavam frequentemente próximo e as duas personagens principais tem o seu passado para esconder e esquecer, mas que também os define. Circunstâncias aproximam-nos mas a relação nada tem de pacífica. Muitos conflitos e segredos vão sendo desvendados e as surpresas mantêm-nos presos no desenvolvimento do romance.

Madeline Hunter escreve muito bem e torna as personagens plausiveis e reais para a leitora numa estória ritmada e fluida em que não se perde o interesse ou o encantamento. Personagens masculinas fortes, corajosas e virís e personagens femininas belas, virtuosas e sensuais, o que se prevê encontrar num romance histórico.
Recomendo para uns bons momentos de lazer e dispersão.

Sem comentários:

Enviar um comentário