quinta-feira, 6 de junho de 2013

Em Nome do Pai

Autor: Nuno Lobo Antunes
Edição: 2013, maio

Páginas: 240
ISBN: 9789892321882
Editora: Lua de Papel
 
Sinopse:

Do alto de um outeiro, à sombra da figueira em que Judas se enforcou, São José contempla toda uma vida - a sua, que hoje chega ao fim. É ali que ele irá morrer, naquele pedaço de chão árido, de onde se avista Jerusalém. Faltam-lhe as forças, pesam-lhe os anos, os remorsos, a dúvida. E a raiva também, pois, apesar de ter cumprido os preceitos da Lei, foi-lhe negada a paz de espírito. Assim entendeu o Criador, que tomou como Sua a mulher que lhe estava prometida, e nela plantou a semente de um filho bastardo - Jesus.

José não compreende esse Deus, que põe e dispõe dos homens, esse Criador que não respeita a obra criada, que nega o livre arbítrio, que envia o filho à terra e o deixa morrer na cruz, como um ladrão. Por isso hoje, entre o nascer e o pôr do sol, o carpinteiro vai armar-se de razões e julgar quem de tudo deveria ser juiz.
Em Nome do Pai é uma extraordinária obra de ficção, que ilumina uma das personagens menos conhecidas da Bíblia. O pai de Jesus, que nas sagradas escrituras pouco passa de uma nota de rodapé, tem agora uma história, um passado. E um corpo de chocante carnalidade, atormentado pelo desejo, por uma mente demasiado lúcida para aceitar como boas as palavras do Senhor.
Nuno Lobo Antunes molda o romance com o desvelo de um artesão, esculpe cuidadosamente cada frase, reconstitui com rigor a vida nos tempos de Jesus - cria, ele próprio, uma obra de arte. Com a liberdade só permitida aos artífices, faz suas as palavras do carpinteiro, e através delas dá voz a todos os homens que põem em causa os insondáveis desígnios divinos.
 
A minha opinião:
Não sei se consigo escolher as palavras para melhor definir este romance. Apenas posso afirmar que gostei muito e que fiquei absorta pela narrativa escrita com cuidado, lucidez e maturidade sobre uma personagem menos conhecida da História, José, pai de Jesus, em que o autor à margem de convicções religiosas lhe deu uma dimensão humana verossímil. Com foco nas emoções e sentimentos da personagem que apaixonada por Maria muito sofreu e que muitos pensamentos tenebrosos teceu, enquanto procurava o que todos buscam, ser feliz e compreender o que lhe era transmitido pela moral e religião. Inteligente e critico, com uma extraordinária sensibilidade, inclusive pelos antecedentes familiares, cedo refletiu e interiorizou o que os sentidos lhe proporcionavam e como qualquer pai as suas maturadas conclusões passou aos que muito próximo o cercavam.  
 
Frases sentidas para ler pausadamente numa narrativa eloquente com recurso a muitas metáforas. Pensamento solto e livre de um Homem que dá voz a muitos outros por um artífice das palavras.

Um prazer de ler!

Sem comentários:

Enviar um comentário