sábado, 14 de setembro de 2013

Culpa

Autor: Ferdinand von Schirach
Edição: 2013, agosto
Páginas: 152
ISBN: 9789722045001
Editora: Dom Quixote

Sinopse:
Um homem recebe no Natal uma dentadura nova, em vez de cumprir uma pena de prisão. Um rapaz é torturado quase até à morte em nome dos Illuminati. Os nove «cidadãos respeitáveis» de uma banda de metais destroem a vida de uma jovem, e nenhum deles tem de expiar o crime...

Ferdinand von Schirach transformou meros processos penais em literatura de qualidade, com uma intensidade penetrante, de uma forma discreta mas sempre assertiva, num estilo entre o lírico e o lacónico. São as questões intemporais como o bem e o mal, a culpa, a inocência e a responsabilidade que cada um de nós tem de assumir que se destacam.

A minha opinião:
Uma leitura para agitar consciências. Não que o autor, nestas concisas narrativas, o faça explorando as emoções. Fá-lo com desprendimento, quase lacónico ou irónico em alguns excertos, mas acutilante. Com tanta informação que recebemos hoje em dia, ficamos indiferentes ou ignoramos a dor e o sofrimento dos visados, sem sentirmos culpa ou medo, sem consciência do que realmente está envolvido. Estes contos permitem-nos reflectir ou visualizar subitamente o muito que se oculta entre nós ou fingimos não ver. Inclusive a natureza da culpa e de como lidar ou superar.

Literatura de qualidade. Como relatos de incidentes e casos policiais que passam pelas mãos de entendidos em leis, se podem transformar em contos fortes e pungentes.

Uma leitura forte e nada subtil para sentir e reflectir. 

Sem comentários:

Enviar um comentário