sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

O Êxtase

Autor: Nicole Jordan
Edição: 2014, janeiro
Páginas: 384
ISBN: 9789897261008
Editora: Quinta Essência
 
Sinopse:
Uma história de paixão ardente, desejo sedutor e profundo amor.
Depois de ver a mãe consumir-se e perder tudo por um amor não correspondido, Raven jura a si mesma que só casará para recuperar a posição social da família. O único capricho que se permite é sonhar com um amante, um pirata que só existe nos seus sonhos e que a preenche de amor e paixão. Porém, quando rebenta um escândalo em torno da sua pessoa, é obrigada a aceitar a proposta de casamento do dono diabolicamente sensual do mais famoso clube de jogo de Londres.

Apesar de se sentir irresistivelmente atraída pelo seu enigmático salvador, Raven lutará para resistir ao novo marido, um homem cujas carícias prometem um êxtase para além das suas fantasias mais loucas.
Para salvar a reputação de uma jovem inocente a quem o irmão estava prestes a arruinar a vida, Kell Lasseter sacrifica a sua liberdade para casar com a deslumbrante debutante. Desprezado pelo seu sangue irlandês e passado obscuro, Kell não pode negar que aquela encantadora mulher temperamental não se parece nada com as outras jovens da sociedade... nem sufocar o seu ardente desejo por ela. Dividido entre a lealdade para com o irmão e os crescentes e novos sentimentos pela sua esposa rebelde, Kell tentará libertar o coração relutante de Raven antes de poder conhecer o êxtase do verdadeiro amor.
 
A minha opinião:
Um delicioso romance de época que serve para nos distanciarmos de leituras anteriores mais pesadas.
 
Reminiscências do passado enquanto adolescente que muitos romances li. Leituras muito românticas e fantasiosas, em que sonhava com um princípe encantado que correspondia a todos os meus desejos e compreendia todos os meus anseios. Atualmente, os romances são mais adultos, repletos de picantes e ousados desenlaces físicos numa fogosa paixão.
 
Raven e Kell são duas carismáticas personagens que não querem amar. Afinal, são filhos de martirizadas mulheres que muito sofreram por amor e desejam fugir dessa perdição. Iludem-se com a plena satisfação dos sentidos e esperam manter um casamento de conveniência num tempo em que os preconceitos e as convenções sociais e de classes estabelecem barreiras e padrões de conduta.  
 
E assim focados numa leitura de um amor em desenvolvimento e em êtaxe com os detalhes do intenso enlace fisíco dos protagonistas, vamos virando página atrás de página e deleitando-nos com uma escrita feita para encantar por uma autora que adora a fição passada em tempos que já lá vão e que não reconhecemos.
 
Que ótimo modo de nos abstrairmos e viajarmos nas asas do sonho e da fantasia, com um clima como o que se faz sentir. Eu adorei!

Sem comentários:

Enviar um comentário