domingo, 14 de abril de 2019

A Casa do Lago

A minha opinião:
A sinopse prometia e como tal, não hesitei comprei. Uma daquelas decisões de impulso, que costumam ser certeiras. Parecia ser um pequeno e encantador livro.

Em conjunto com a Cristina Delgado, Maria João Covas e Maria João decidimos ler este livro e as opiniões divergiram. 

O começo, para mim, não funcionou. Não me agarrou. Depois, também não. A escrita não cumpria. As personagens não tinham profundidade.
Faltava magia ou carisma, mesmo tratando-se de uma época de glamour como foram os famosos anos trinta nesta história contada alternadamente a dois tempos. O próximo remonta a 2010, uma vez que é inspirado num facto (a revelação de um belo apartamento em Paris que estivera fechado  durante 70 anos), mas o passado parecia-me mais interessante até metade do livro, quando a aura de mistério se adensa e surge uma personagem na vida de Anna que muito me agrada - Will, o advogado de sucesso que tem a chave do antigo palácio da familia, Schloss Sieger. O elo de ligação onde tudo começou.
Apesar disso, a narrativa não fluía a bom ritmo como eu pretendia e a leitura apressada visava apenas terminar a leitura o quanto antes. Anna e o avô eram muito formais/ frios na sua relação e nem quando o avô foi hospitalizado e Anna recuperou o que viera buscar voou para junto dele (outros dados não faziam sentido). 
A morte de Max mudou um pouco o desenvolvimento da história e as revelações foram surgindo. Ganhou alguma intensidade e emoção. 

No final, ficou uma sensação agridoce, de dever cumprido, sem glória ou brilho. Não gostei. Gosto de uma história que me deixe plena e a remoer nos acontecimentos depois de terminar. 

Autor: Ella Carey
Edição: 2019/ março
Páginas: 240
ISBN: 9789897103315
Editora: Chá das Cinco

Sinopse:
Anna Young está satisfeita com a sua vida bem-sucedida em São Francisco. Mas o seu mundo é virado do avesso quando o seu avô, Max Albrecht, revela um segredo surpreendente: Anna é a herdeira de uma família aristocrática que perdeu tudo durante a Segunda Guerra Mundial. Há mais de setenta anos, Max foi forçado a deixar para trás a sua vida e um precioso objeto na sua propriedade na antiga Prússia. E agora quer que Anna o recupere.

Anna acede ao pedido do avô e viaja para a Alemanha, impaciente por obter respostas: O que poderá ser assim tão importante para o seu avô? E por que razão ocultou a sua história? A busca leva-a a Wil, um homem que pode deter a chave para desvendar o mistério. Juntos descobrem que os segredos da família estão ligados a um apartamento abandonado em Paris… e que esses segredos têm raízes mais profundas do que alguma vez imaginaram.

Sem comentários:

Enviar um comentário