domingo, 8 de julho de 2012

Alma Rebelde


Autor: Carla M. Soares
Edição: 2012, Abril
Páginas: 288
ISBN: 9789720043375
Editora: Porto Editora

Sinopse:
No calor das febres que incendeiam a Lisboa do século XIX, Joana, uma burguesa jovem e demasiado inteligente para o seu próprio bem, vê o destino traçado num trato comercial entre o pai e o patriarca de uma família nobre e sem meios.
Contrariada, Joana percorre os quilómetros até à nova casa, preparando-se para um futuro de obediências e nenhuma esperança.
Mas Santiago, o noivo, é em tudo diferente do que esperava. Pouco convencional, vivido e, acima de tudo, livre, depressa desarma Joana, com promessas de igualdade, respeito e até amor.
Numa atmosfera de sedução incontida e de aventuras desenham-se os alicerces de um amor imprevisto... Mas será Joana capaz de confiar neste companheiro inesperado e entregar-se à liberdade com que sempre sonhou? Ou esconderá o encanto de Santiago um perigo ainda maior?

A minha opinião:
Um romance de época encantador. Li este romance de uma "assentada" só. Não foi uma surpresa porque correspondeu exatamente ao que eu esperava e desejava ler.

Um romance aprazível e encantador que de ínicio narra os sentimentos de uma jovem angustiada, de familia abastada mas sem título ou brasão, que encarava o casamento como uma escravidão e sevícias. Um espírito livre que se revoltava contra tal destino, a que estava sujeita a sua prima Ester com quem se correspondia regularmente.

A "voz" de personagens secundárias como a Ester ou mesmo D. Ana (a mãe do noivo) surgem através de cartas que pautam esta narrativa. Pertinente e muito interessante, que em muito valoriza este romance.

Numa escrita simples e serena, Carla M. Soares, conta uma história de amor entre duas personagens que se comprometem num casamento arranjado pelas respetivas familias como estranhos, e em que mais não aspiravam do que uma pacífica e respeitosa união, sendo surpreendidos desde o primeiro momento pelas controversas personalidades e sentimentos.

Santiago é uma personagem que corresponde ao imaginário de qualquer mulher. Seduz a leitora.

Não sendo um bestseller, é na minha opinião direccionado para um público jovem e sonhador, que tem o mérito de nos dar a conhecer uma nova autora portuguesa e proporciona-nos ainda assim, uma leitura fluida e muito agradável, com personagens verossímeis e convincentes.

Suave e tranquilo, é certamente uma agradável leitura. 

Sem comentários:

Enviar um comentário