sexta-feira, 6 de julho de 2012

Fragmento

"- Pensar que umas gentes tão primitivas foram capazes de produzir algo tão extraordinário? - exclamou Hanna ao ver uma das ilustrações.
- A quem está a chamar "primitivo"? - replicou Ferguson.
- Os Chineses são os pais da pornografia; têm os mais antigos livros do mundo sobre o tema, que recua até ao ano 200 a.C. Aliás, os imperadores da dinastia Han chegavam a ser sepultados com as suas 'receitas de quarto' favoritas e com manuais de 'artes secretas'.
- Tudo para agradarem aos anjos! - exclamou Polly a rir.
- O Imperador Amarelo deitou-se com mil e duzentas esposas e concubinas, e subiu aos Céus com a alma pura - declarou orgulhosamente Ferguson, iniciando então uma palestra sobre as virtudes de se ter múltiplos parceiros amorosos ao longa da vida.- Ao deitar-se com muitas mulheres, o homem adquire uma reserva inesgotável de energia yin, que lhe prolonga a vida, lhe cura as doenças e lhe dá o poder de fazer um filho mesmo aos oitenta anos.
- E o que ganham as mulheres por se deitarem com muitos homens? - perguntou Linda Harris com uma expressão desaprovadora, embora fosse olhando de fugida para o livro ilustrado sobre a mesa.
- Sofrimento e seios descaidos, o que mais haveria de ser?! - sentenciou Polly, falando tão solenemente  como Ferguson, entre gargalhadas. - Para os homens é medicinal; para as mulheres é fatal."
(pag. 262)

Sem comentários:

Enviar um comentário