terça-feira, 29 de maio de 2012

Nas Asas do Amor

Autor: Sarah Sundin
Edição: 2012, Fevereiro
Páginas: 456
ISBN: 9789898228741
Editora: Quinta Essência
 
Sinopse:
Allie nunca foi suficientemente bonita para agradar à sua deslumbrante mãe, por isso fará qualquer coisa para ter a sua aprovação: até casar com um homem que não ama. Enquanto Allie quase se resigna ao seu destino, o tenente Walter Novak - destemido na cabina de pilotagem, mas sem jeito para as mulheres - vai a casa na sua última licença antes de ser enviado para a Europa, combater pela Royal Air Force durante a Segunda Guerra Mundial.
Walt e Allie conhecem-se e o seu amor pela música junta-os, fazendo-os começar uma correspondência que mudará as suas vidas. Enquanto as cartas vão e vêm entre a base de bombardeiros de Walt, em Inglaterra, e a mansão de Allie, a amizade que cresce entre os dois une-os. Mas serão eles capazes de resolver os segredos, compromissos e expetativas que os separaram?

Nas Asas do Amor é o primeiro livro da série «Asas de Glória».

A minha opinião:
Terna e delicada história de amor durante a Segunda Guerra Mundial. Sacrificio, coragem e fé.

Um encontro casual, atração mútua, empatia e sintonia dão origem a uma maravilhosa amizade que se desenvolve por cartas regulares e contantes entre o desajeitado e nervoso tenente Walter Novak, mais novo e menos valorizado dos três irmãos Novak, filho do pastor da pequena comunidade de Antioch, e a Allegra Miller, filha única e obediente, de uma familia rica e priveligiada de Riverside, Califórinia durante os terríveis combates de 1942 e 1943.
 
Rápidamente ambos percebem que estão apaixonados e sem o admitirem, vários desencontros e equivocos se dão até que...,  como leitora fiquei irremediávelmente cativa destas personagens tão genuínas como a vida.

Grandes histórias de amor reais aconteceram por correspondência, em condições  tão difíceis que colocavam à prova o sentimento que os unia. Parece que muitas outras belas histórias de amor ficam menores ou menos intensas perante as terriveis provações que a estas eram exigidas.
 
Diálogos divertidos e bem humorados, uma narrativa viva e ritmada sem recurso a demasiadas ou extensas descrições, fazem deste romance uma aprazível e prazeirosa leitura que conforta e acalenta almas sonhadoras e apaixonadas. 
 
As minhas expectativas eram baixas mas fui seduzida pela doçura de Allie e valentia/ liderança do Pregador. Muito mais poderia ser dito sobre este romance mas deixo essa grata descoberta a quem espera encontrar apenas mais um banal romance e é confrontado com os bons momentos que este romance nos proporciona.
Um prazer de ler.

quinta-feira, 24 de maio de 2012

A vida sabe o que faz

Autor: Zibia Gasparetto
Edição: 2012, Abril
Páginas: 256
ISBN: 9789896681524
Editora: Nascente

Sinopse:
Isabel perde o noivo, Carlos, dado como desaparecido em combate na Segunda Guerra Mundial, e retoma a sua vida ao lado de Gilberto. Carlos regressa inesperadamente, apaixonado e ávido por recuperar os anos de juventude perdida. Isabel é colocada perante um terrível dilema. Após refletir, Isabel tem apenas uma opção: ficar ao lado de Gilberto e confrontar Carlos. Ao conhecer a decisão, Carlos revolta-se e tem dificuldade em afastar-se. Incomodado por sonhos e mensagens que não consegue compreender, será ele capaz de encontrar o seu próprio caminho ou irá lutar por Isabel até ao fim?

A minha opinião:
Li a sinopse "em diagonal", desatenta, e pareceu-me promissor. O género de romance que quando bem desenvolvido seria do meu agrado. E assim foi, mas ... foi inesperado, porque foca um tema de fundo muito delicado e sensível como a espiritualidade.
Com alguma reserva interesso-me por este tema.  Convições e crenças é algo de muito pessoal. Fé numa força superior (seja qual for o nome que lhe atribuimos), é algo que nos anima a persistir e a lutar contra todas as adversidades e impulsiona para vencermos porque A VIDA SABE O QUE FAZ.

A sinopse anuncia do que se trata. Um triângulo amoroso que surgiu nos pós-guerra e as escolhas/ decisões dos envolvidos que determinaram o seu futuro.
Interações familiares, amores, amizades, encontros e reencontros, perdas, desilusões,  sonhos e vitórias. Uma série de situações possíveis e verossímeis contada de uma forma singela, quase como que transportado da oralidade para o papel e que nos prende à leitura até ao termo.

          "De concreto, só temos o momento presente. O passado acabou, não é possível voltarmos atrás e o futuro depende do que escolhermos hoje."

Pais desavindos devido à traição do progenitor, e a  interessante interpretação do filho. Não resisto a transcrever aproxidamente.

           "Ela continuava obcecada com a traição do marido, sem querer separar-se. ...sem que descobrisse outros interesses e percebesse que a vida ainda tinha muitas coisas para oferecer....
Pela primeira vez, Niv... tomou consciência de que, recusando-se a deixar o marido e colocando-se no papel de vitima, o que ela pretendia realmente era vingar-se dele. Talvez ela ignorasse isso, mas, ao suportar a traição e ser vista como uma esposa digna, dedicada, que continuava ao lado do marido por amor à familia, ela estava a condená-lo. As virtudes dela tornavam ainda mais graves os deslizes dele. Ela era a mártir, ele, o algoz. Era o sentimento de raiva que a levava a viver esse papel.
             G... nunca expressara a sua raiva, o que não era natural na situação em que se encontrava, mas o sentimento continuava lá, influenciando as suas atítudes."

Um dos aspetos fundamentais da história destas simpáticas personagens é a mensagem de que para se viver bem, é preciso agir bem. Ética, moral.
Um livro que merece ser bem ser lido pelos mais céticos ou distraídos como eu.

terça-feira, 22 de maio de 2012

Fragmento


"- O sexto sentido é uma capacidade do ser humano. Todas as pessoas o possuem. A intuição, a telepatia e a premonição são capacidades do nosso espírito. Se prestarmos atenção áquilo que sentimos, percebemos que o nosso sexto sentido age dentro dquilo que ele é, conseguiremos obter bons resultados. Já o racíocinio lógico, que parte de conceitos humanos, mesmo os que são oficializados pela ciência, nem sempre dá os resultados esperados."

pag.83

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Regresso a Itália


Autor: Elizabeth Adler
Edição: 2012, 
Páginas: 348                                            
ISBN:  9789898228765
Editora: Quinta Essência

Sinopse:
O marido de Lamour Harrington morreu há dois anos. Desde então, Lamour deixou-se absorver pelo seu trabalho de arquiteta paisagista, mas nem sequer a criação de belas «salas» exteriores consegue devolver-lhe a paz interior. Quando é confrontada com uma horrível verdade sobre o marido que adorava, Lamour percebe que precisa de um lugar onde se reconciliar com a vida. Regressa à casa na costa amalfitana onde viveu com o pai durante os anos mais felizes da sua infância.
Mas a casa das suas recordações contém os seus próprios segredos e obriga-a a enfrentar novas verdades sobre outro homem que amou em pequena. A morte do pai foi mesmo acidental? Ou esconderia alguma coisa que precipitou o seu desaparecimento precoce?
Dividida entre dois homens misteriosos e irresistíveis, Lamour descobre que o passado tem formas de reaparecer quando menos se espera. E alguém quer assegurar-se que Lamour não revela os segredos daquele refúgio idílico e de sonho. Quando o passado e o presente colidem num clímax demolidor e cheio de suspense, Lamour deve encarar o que mais teme, para encontrar a coragem de viver a vida na sua plenitude.
Regresso a Itália é um romance fascinante, que nos excita os sentidos e se lê de um fôlego.

A minha opinião:
Regresso a Itália é um romance despretensioso, que muitos consideram light, leve, suave e encantador.
Eu opto por ler romances assim e quebrar um ritmo de leitura mais intenso e dramático, mais exigente porque implica concentração e envolvimento com sensações e emoções dificeis de processar. Elizabeth Adler é um leitura segura de romance, glamour, fantasia e beleza, com descrições de paisagens luxuriantes que muito provávelmente, apenas iremos abarcar através de imagens, livros e sonhos.
Descreve tão bem paisagens e espaços únicos que nos transporta para esse imaginário mágico como personagens dos seus romances.

Este romance não tem um enredo muito complexo e original, porque se trata inicialmente de um triângulo amoroso entre pai e filho, quando Lamour retoma a Itália para recuperar a sensação de bem estar e felicidade perdida.
Contudo, um mistério adensa-se com o enigma da misteriosa morte do pai de Lamour, Jon-Boy.

Personagens cativantes que de tão maravilhosas fazem deste romance um deleite e um perfeito escape para um cenário prodigioso e história de encanto.

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Fragmento

"Percorreu com os olhos semicerrados as frases da contracapa e das badanas e concluiu que podiam estar em qualquer dos seus livros anteriores: pensamentos já pensados, histórias já acontecidas, diálogos já ditos. Não podia existir nada mais triste do que um escritor que se copiava si próprio constantemente. Como era possível não se cansarem dela? E, no entanto, a sua legião de fãs aumentava a cada novo título como vampiros que se alimentavam de frases que se esvaziavam com uma rapidez extraordinária. Dedicara até então, a vida ao comércio da linguagem e não se sentia orgulhosa disso. Quando observava um livro assinado por si, acabado de ser impresso, ainda por folhear, virava-o e revirava-o nas mãos e desejava secretamente que não fosse seu."


 pags. 43/44

quarta-feira, 16 de maio de 2012

esta noite não aconteceu

Autor: Sónia Alcaso
Edição: 2012, Maio
Páginas: 176
ISBN: 9789895559527                       
Editora: ASA

Sinopse:
Quem esconde um segredo não pode viver em paz

Que poderá acontecer a quem anseia desesperadamente ser rico e famoso e se dispõe a vender a alma para o conseguir? Ao início de uma noite de temporal, Rosário Toledo, uma famosa autora de romances, encontra-se num bar de hotel com um jornalista perverso e calculista, disposto a acertar contas com o seu passado. Na outra ponta da cidade, um assassino chamado Vicente Pedras poupa inesperadamente a vida a um polícia atormentado, criando-se entre ambos uma estranha empatia que os levará a eleger essa noite como a de todas as vinganças - vinganças que incluem, entre outras, o castigo exemplar de uma mulher que abandonou o mercenário há muitos anos. esta noite não aconteceu é uma viagem ao interior sombrio de quatro personagens ao longo de doze horas, durante as quais assistiremos a uma espiral alucinante de encontros e desencontros, recordações e mentiras, abusos, recriminações, violência e sexo desenfreado; mas, à medida que a noite dá lugar à manhã, as máscaras cairão, uma por uma, mostrando que, afinal, nada é o que parece. Um romance empolgante e carregado de acção que nos surpreende da primeira à última página.

A minha opinião:
Misterioso, inebriante e sensual.
Este romance atraiu-me pela belissima capa, o título e a sinopse, que me vi impelida a adquiri-lo e a começar quase de imediato a sua leitura.

Tenho que confessar que certos impulsos encerram em si uma decisão sábia e  plenamente justificada, porque este romance empolgante e dramático prendeu-me desde a primeira até à última pagina.
Tem sido uma grata surpresa descobriu novos autores que tão bem escrevem em português. Numa escrita elaborada e cuidada, num estilo peculiar marcado pela intensidade e saltando em capitulos de meia hora, a autora narra a história de quatro atormentadas e fascinantes personagens que experienciam numa noite de temporal uma sucessão de acontecimentos em que toda a sua existência é colocada em causa. Rosário Toledo, a única personagem feminina provocou-me sentimentos contraditórios pela sua argúcia e frieza.

Um bem conseguido primeiro romance.
Um prazer de ler.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Fragmento

"Sempre que os seus pensamentos o conduziam até eles, afastava-os, encerrando-os num cofre mental que se recusava a abrir. Pensava antes no exército, na guerra, no hospital onde trabalhara. Por vezes, pensava em Annliese. Sabia que tinha de lhe escrever. Ela ficaria consternada quando soubesse o que tinha acontecido e que ele não ia voltar. E estas reflexões levaram-no de novo à mulher, ao filho e mais uma vez as evitava.
O seu espírito era como uma borboleta inebriada, voltando e rodopiando até lugares onde não queria que ela pousasse."

As novas meninas dos chocolates

Autor: Annie Murray
Edição: 2012, Março
Páginas: 464
ISBN: 9789892317748
Editora: ASA

Sinopse:
Na sua juventude, Edie, Ruby e Janet partilhavam sonhos enquanto se dedicavam à deliciosa tarefa de fazer chocolates na famosa fábrica Cadbury, em Inglaterra. Duas décadas depois, o mundo está radicalmente diferente e as vidas das amigas também. Agora, a geração seguinte está a crescer e a enfrentar os seus próprios desafios.
Greta, a filha da temperamental Ruby, é tão bela quanto infeliz. A sua vida familiar foi sempre instável, o que a levou a procurar refúgio junto das suas amigas, na fábrica de chocolates Cadbury, onde também trabalha. Mas tudo vai piorar com o regresso da sua detestável irmã, Maureen. E assim, enquanto Inglaterra vive a euforia da louca década de 1960, Greta precipita-se para um casamento que rapidamente destruirá os seus sonhos românticos. Grávida e sem-abrigo, é acolhida pela maternal Edie e pelo marido, Anatoli. Mas o amor e segurança deste refúgio em breve serão despedaçados por uma tragédia que mudará as suas vidas para sempre…
Uma heroína inesquecível, uma história de destinos cruzados, segredos antigos… e um amor capaz de mudar tudo.

A minha opinião:
Depois de ler As meninas dos chocolates,  não poderia deixar de ler a sequência e o desenvolvimento das personagens Ruby, Edie e Janet com as familias que constituiram no pós-guerra (entre 1932 e 1971).
 
Este novo romance superou as minhas expectativas e envolvi-me completamente no sentir de Greta (personagem príncipal), a encantadora filha de Ruby  que depois do caótico e perturbado crescimento com a mãe e a irmã procurava muito mais para a sua vida.
David Weale, um quacre inglês/ Rudi Mayer, judeu israelita (personagem princípal) é admirável pela sua tenacidade em encontrar um sentido e equilibrio com a sua identidade na sua apaixonada e árdua existência em Israel com Gila e Shimon.
Anatoli e Edith que extraordinário casal!
Personagens consistentes e verossimeis criam empatia e emoção no leitor com as suas dificuldades, anseios, angústias, afetos e objetivos.
 
A ligação de Greta e Pat à fábrica dos chocolates Cadbury, assim como de Ruth e Edith é mais vincada neste romance mas ainda assim breve.
 
Um romance sobre emoções e sentimentos num mundo em reestruturação (Inglaterra) e conflito (Israel). Sobressai o valor da amizade apesar das diferenças e a força das relações familiares. Uma sensitiva e bem urdida trama numa linguagem fluída e realista sobre histórias de vidas que se cruzam num passado recente e bem presente.
 
Recomendadissimo.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Uma noite de amor

Autor: Mary Balogh
Edição: 2012, Fevereiro
Páginas: 368
ISBN: 9789892312354
Editora: ASA
Sinopse:
Numa manhã perfeita de Maio… Neville Wyatt, conde de Kilbourne, aguarda a sua noiva no altar. Mas, para espanto geral, em vez da bela jovem que todos conhecem aparece uma mendiga andrajosa. Perante a nata da aristocracia, o perplexo conde olha para ela e declara que é Lily, a sua mulher! Ao olhar para aquela que em tempos desposou, que amou e perdeu nos campos de batalha de Portugal, ele compromete-se a honrar o seu compromisso… apesar do abismo que agora os separa.Até que Lily fala com franqueza… E afirma querer começar de novo… e que Neville a ame verdadeiramente. Para isso, sabe que terá de estar à altura das expectativas dele, o que a leva a aceitar ser dama de companhia da sua tia e aprender as boas maneiras. A determinada Lily rapidamente conquista a admiração da alta sociedade, demonstrando ser uma condessa à altura do seu conde. Por seu lado, Neville está disposto a tudo para provar à sua formidável mulher que o que sentiu por ela no campo de batalha foi muito mais que desejo, muito mais do que o arrebatamento de… Uma noite de amor.

A minha opinião:
Um daqueles que romances de época que nos fazem sonhar. Claro que termina com algo como ... e foram felizes para sempre, mas que importa se o objetivo é desanuviar a mente das agruras e correrias do dia-a-dia e descansar com uma leitura suave, terna e completamente irrealista em que somos arrebatadas pelo garboso, gentil e generoso nobre - Neville Wyatt.
Claro que se apaixona por uma bela plebeia como Lily e vivem uma intensa história de amor que começou em terras de Portugal (do melhor que há) que não poderia vingar em terras de Sua Majestade. Oriundo de uma aristocracia que não admitia casamentos fora da sua classe, Neville luta para reconquistar Lily que renuncia ao amor desigual. Lily aproveita o interegno para se instruir  e assim integrar o ambiente sofisticado e elistista dele (miuda esperta). E depois vem o brinde final que não vou revelar.

Não é uma versão original e surpreendente mas ainda assim é muito agradável de ler. Reencontro com a inocência e a fantasia num romance leve e muito cor-de-rosa.

Uma noite de amor é tal e qual como o título e a sinopse sugerem. Um romance de amor como um conto de encantar.

domingo, 6 de maio de 2012

Amigas para Sempre

Autor: Fátima Lopes
Edição: 2011, Novembro
Páginas: 200
ISBN: 9789896263485
Editora: Esfera dos Livros

Sinopse:
«Há sempre tempo para mudar e para conseguir o que de melhor a vida tem para nos oferecer. Chega de viver a vida a meio gás. Com medo. Limitadas por barreiras que nós próprias construímos, mas que na verdade não existem. Quando se quer, a vida está sempre pronta para nos dar uma segunda oportunidade. Basta vivê-la, sem fazer batota.» Ana, Joana e Raquel reúnem-se para comemorar os 40 anos de Carla. Mas o que se esperava ser, apenas, um jantar de aniversário animado entre amigas, cedo se transforma numa noite emocionante, onde se vão revelar segredos há muito escondidos e fazer descobertas surpreendentes que irão transformar para sempre as vidas de cada uma destas mulheres. Depois desta noite, Ana, Joana, Raquel e Carla não voltaram a ser as mesmas. Mas a amizade que as une vai-se tornar mais forte e sincera do que nunca.

A minha opinião:
Mulheres mundanas que aparentam sucesso, estabilidade e realização pessoal mas que ocultam segredos, fraquezas, desilusões, medos que as impedem de ser felizes. Por preconceito, vergonha, insegurança, usam e abusam de subterfúgios e mentiras para esconder a verdade do seu sentir.
Para além do que vemos existe sempre muito mais que não é transmitido e quantas e quantas vezes nos enganamos sobre o que realmente se passa à nossa volta. Esta é uma reflexão que se impõe depois de ler este romance.

Um romance sobre a amizade e o universo feminino. O segundo romance que leio de Fátima Lopes, popular apresentadora de televisão, que recorre a estes temas. Temas que me são caros e que incomodam pela frequência com que os percecionamos no nosso dia-a-dia.
Senão vejamos: Melhores amigas que se reúnem para festejar um aniversário, em que um encontro casual de uma paixão por concretizar, altera o ambiente com as revelações bombásticas sobre a existência de cada uma. Choque inícial e solidariedade e compreensão depois, reconfigura a amizade entre todas elas, que saem fortificadas e determinadas em alterar o rumo dos acontecimentos e dar uma oportunidade a si mesmas.

Escrito de uma forma simples e objetiva, apela à partilha de pensamentos, sentimentos e emoções sem receio de ser rejeitada e criticada para deste modo, conseguir superar obstáculos que nos impedem de ser felizes porque há sempre tempo para mudar.
"Quando se quer, a vida está sempre pronta para nos dar uma segunda oportunidade. Basta vivê-la, sem fazer batota."

quinta-feira, 3 de maio de 2012

És o Meu Segredo

Autor: Tiago Rebelo
Edição: 2012, Março
Páginas: 216
ISBN: 9789892317892
Editora: ASA

Sinopse:
Rute Madeira e a sua irmã Filipa conheceram, na adolescência, Tomás Arruda durante umas inesquecíveis férias de Verão em Pedras d’el Rei. As memórias dessas férias perdurariam mesmo depois de Tomás rumar a Londres e se ter transformado num famoso actor de cinema.
Quando o realizador Ian Holden vem a Sintra rodar um filme que tem Tomás Arruda como protagonista, Rute Madeira, agora a gerir os negócios da família, decide organizar um jantar de boas-vindas à equipa de filmagem. Um acontecimento social de impacto com uma lista de convidados ilustres e mediáticos e amplamente coberto pela comunicação social. Um jantar perfeito para gente perfeita: jovens, ricos, famosos e felizes. Aparentemente.
Por detrás do esplendor e do glamour, pairam ódios e frustrações difíceis de superar. Conseguirá Rute sobreviver a um doloroso segredo das sombras do seu passado? Poderão Tomás e Filipa reprimir a atracção que os une?
És o Meu Segredo, pela primeira vez editado na ASA, traz-nos a densidade emocional a que Tiago Rebelo já nos habituou. A vida das personagens, marcada por impasses, encantos e desenganos, apela às insondáveis questões do amor e aos misteriosos enredos da mente.
Um romance psicológico que nos prende de início e nos confirma que a vida vale a pena ser vivida apesar das pedras que surgem pelo caminho.

A minha opinião:
Gosto de ler autores que escrevem em português quando, como é o caso, agradávelmente sou surpreendida pelo talento de quem descreve ambientes que reconheço e narra uma estória simples mas bem estruturada com personagens com alguma consistência. Nesta estreia absoluta, ao contrário do que poderia imaginar, não se trata de um romance leve e superfícal, cheio de lugares comuns e que nada deixa ao concluir a leitura.
 
Rute Madeira é uma jovem marcada por um segredo sombrio que afetou a sua relação com os homens e comprometeu o seu futuro que se envolve desinteressadamente com Tomás, enquanto Filipa é uma jovem doce e determinada que se apaixona sem expectativas pelo mesmo Tomás. Aparentemente trata-se de um vulgar triângulo amoroso suscetível de muitos atritos mas ...
Três anos depois reencontram-se e retomam a convivência mas as personagens e os afetos alteraram-se. Para muito contribuiu também a presença de Ian Holden.
Quatro personagens e quatro percursos de vida que se cruzam e assim aumenta progressivamente o interesse do leitor nesta narrativa em que se deseja um final feliz.

Tal como a sinopse revela o que de mais importante existe nesta narrativa é o drama de Rute que carrega uma complexa teia de emoções e a atração entre Tomás e Filipa que não ousam desvendam o seu sentir.

Uma promessa que espero confirmar em próximas leituras.