domingo, 16 de março de 2014

O Barco Encantado

Autor: Luanne Rice
Edição: 2013/ outubro
Páginas: 292
ISBN: 9789897260919
Editora: Quinta Essência

Sinopse:
Luanne Rice apresenta-nos o retrato caloroso, embora pungente, de três irmãs que vivem separadas e que regressam uma última vez a Martha`s Vineyard para se despedirem da casa de família. Recordações da avó, da mãe e do pai irlandês, que partiu de barco no ano em que Dar, a mais velha, fazia doze anos, vieram ao de cima e expuseram as ténues brechas no mito da família - especialmente quando cartas antigas, agora descobertas, revelam uma verdade que as faz percorrer a terra natal dos seus antepassados.

Transpostas para um lugar desconhecido, cada irmã encara a vida, os sentimentos e os laços com a casa de família sob uma nova perspetiva. Mas como abrirem mão de um local que contém o amor complexo da sua imperfeita família?
O romance encerra uma temporada em Martha`s Vineyard, uma missão à Irlanda, um elenco memorável de amigos, incluindo um místico extravagante, a paixão pelo surf e três irmãs muito diferentes com uma vida repleta de beleza, sofrimento e um amor profundo em que nunca tiveram a certeza de poder confiar. O Barco Encantado é um romance tão intemporal quanto o mar à volta do qual se desenrola e que tem Luanne Rice no seu melhor, capturando com o seu talento invulgar a família em toda a sua complexidade.

A minha opinião:
Há livros que exercem um tal fascínio sobre nós que perdemos a noção do tempo enquanto nos deixamos arrebatar pelas personagens e pela sua história, como se os conhecêssemos ou participássemos na trama. Mais do que isso, alteram o nosso estado de espírito e a nossa respiração acelera ou abranda  ao ritmo da narrativa. A harmonia desta narrativa e os fortes afectos que ligavam as personagens apaziguaram-me. 

Li todas os livros de Luanne Rice em português, e houve uns que gostei mais do que outros. Aprecio a escrita madura e segura desta autora que sabe como contar uma história ligando bem o passado e o presente com personagens honestas em que os epílogos podem não ser idílicos mas sempre com uma componente mística.

Três irmãs assombradas pela figura do pai que partira num barco à vela e nunca regressara. Três irmãs que se encontram para uma despedida e um confronto com o passado. Dar, a mais velha das três, teve de lutar e vestir a pele de uma das suas personagem nas suas novelas gráficas  e tornar assim invisível o seu sofrimento, guardado no fundo da sua memória enquanto as irmãs com problemas mais prosaicos aceitaram e lidaram com a vida de uma forma mais simples. Cada uma das irmãs McCarthy, seguira de formas diferentes o rasto das suas origens e usara a imaginação para perscrutar o enigma da Irlanda e do pai. 

As revelações e descobertas tornam tudo mais complicado porque se questionam porque tem de lutar para manter o que sempre amaram e tomaram como certo, quando não se falava de dinheiro ou valores ou impostos e tudo parecia perfeito.

Um livro memorável. Laços familiares e afectos numa ambiente inspirador que me deixou verdadeiramente ENCANTADA.

Sem comentários:

Enviar um comentário