sábado, 1 de março de 2014

CAVALO DE FOGO Congo

Autor: Florencia Bonelli
Edição: 2013/ outubro
Páginas: 624
ISBN: 9789720044921
Editora: Porto Editora

Sinopse:
A cirurgiã pediátrica Matilde Martínez abandona Paris rumo ao Congo levada por um sonho: aliviar o sofrimento das crianças vítimas da violência e da fome que imperam naquele país africano. No entanto, deixou para trás uma difícil história de amor que não consegue esquecer.
Por outro lado, o mercenário Eliah Al-Saud chega ao Congo movido por uma ambição: apoderar-se de uma mina de coltan, o minério mais cobiçado pelos fabricantes de telemóveis, que lhe renderá enormes lucros. Mas, acima de tudo, para recuperar Matilde, que considera a razão da sua vida.

Os traumas e segredos que os distanciaram em Paris continuam latentes e, rodeados por um contexto cruel e injusto, a reconciliação parece impossível. Mas Matilde e Eliah tentarão fazer tudo para que o seu amor triunfe.
Um romance carregado de erotismo que dá seguimento à história de CAVALO DE FOGO Paris.

A minha opinião:
Um romance intenso, vibrante e arrebatador. Em nada inferior ao volume anterior desta trilogia. Continuação de espionagem, intriga, suspense, acção e muita paixão.  
Um prazer de ler!

Descobri Florencia Bonelli através do site Segredo dos Livros onde participo, e desde então não mais perdi um dos seus livros. Narrativas fortes e seguras, marcadas por muita acção e imensas personagens em vários cenários por todo o globo terrestre. As personagens destacam-se, sejam eles vilões ou heróis, homens ou mulheres, todos tem um passado e apresentam uma faceta humana que prende os leitores. Esta autora é mestre na arte de contar uma história intrincada e romântica porque os sentimentos e emoções estão presentes, com momentos de desespero e angústia, enquanto outros são de felicidade e alegria. 

Nesta história os ciumes e a impossibilidade de Matilde gerar filhos afastaram os protagonistas, mas o profundo amor recíproco aproxima-os, apesar dos rivais que os rodeiam num ambiente opressivo e sufocante como o do clima, e o conflito bélico disfarçado de guerras tribais mas influenciado por interesses multinacionais gananciosos que muito sofrimento provocam ao povo. 

"O que se passa no Congo é um genocídio de ninguém fala (...). Aqui mata-se com AK-47, mas também com a negligência e com a corrupção. Morrem aos milhares devido à ausência de uma política de saúde. E ninguém se interessa desde que se possa continuar a saquear os recursos das províncias (...).
- Qual é a realidade da mulher congolesa? (...)
- A mulher transformou-se no campo de batalha do Congo. As diversas fações  sabem que, destruindo a mulher congolesa, desarticulam o tecido social. Entre as mulheres veem-se mais mortes resultantes de violações do que de tripanossomíase africana. Os ataques são de uma crueldade inaudíta. Se os violadores não as matam, mutilam-nas."  (pag. 306)

Ficção que podemos enquadrar em exemplos bem reais em África. 

Confesso que não gosto das capas que foram escolhidas para esta trilogia. Estes romances perdem leitores que poderiam apreciá-los se não os considerassem exclusivamente para um público feminino. A dimensão deste livro deve assustar quem não conhece a escrita e as histórias de Florencia Bonelli. Mas, ousando descobre-se que o terceiro e último "Cavalo de Fogo - Gaza" é absolutamente imperdível. 

Sem comentários:

Enviar um comentário