sábado, 2 de maio de 2015

Deslumbra-me

Autor: Maggie Shipstead
Edição: 2015/ abril
Páginas: 280
ISBN: 9789898752604
Editora: Jacarandá

Sinopse: 
Durante anos Joan tentou esquecer o passado e encontrar paz e satisfação no papel de mulher e mãe. Naquele pacato subúrbio californiano, poucos conhecem a sua emocionante história - a história de uma jovem bailarina americana que, em Paris, se envolveu num romance apaixonado e sem futuro com Arslan Rusakov, a maior estrela do ballet russo. Após ter desempenhado um papel fundamental na sua deserção, Joan despediu-se dos palcos para sempre, de coração partido por Arslan e desiludida com a sua carreira modesta.

Mas quando o seu filho se torna um bailarino prodigioso, Joan é de novo atraída para o mundo que julgara ter deixado para trás - um mundo onde se reencontra com segredos perigosos, Arslan e o desejo por aquilo que nunca poderá ter.
Absorvente e dramático, Deslumbra-me é uma história sobre a natureza do talento, as escolhas que temos de fazer para alcançarmos a realização pessoal e como nunca conseguimos verdadeiramente fugir dos segredos do passado.

A minha opinião: 
Deslumbra-me é o que o coreógrafo pedia aos seus bailarinos durante os ensaios e o que os reconhecia como verdadeiros bailarinos. Maldição, insaciabilidade e o destino, quando se olhavam nos olhos. Depois, para alguns o talento e a fama. A solidão para outros. Mas todos têm um papel, um epíteto e uma história acerca de como vieram a ser aquilo que são.

Esta é uma história de amor à dança e devoção ao ballet. Está dividida em 5 partes, cada capítulo com referência temporal e espacial, para que o leitor se localize na narrativa que avança e recua, conforme a necessidade de se contextualizar a cena. Das personagens, artistas, com excepção de Jacob, temos histórias pessoais de amor, desolação e encantamento. O limite da idade e os limites do corpo e o modo como o amor, por mais tortuoso que seja, no fim é libertador. 

Um bom enredo com personagens algo excêntricas, mas compreensíveis para o leitor, porque estas se movem num mundo à parte. Um tanto densa esta historia para quem não partilha esta forma de vida e se depara com muitas passagens sobre dança e o labirinto existencial das personagens. O final foi o mais empolgante deste romance para um pessoa comum, não devota como eu.

Sem comentários:

Enviar um comentário