quinta-feira, 7 de junho de 2012

O Sorriso das Mulheres



Autor: Nicolas Barreau
Edição: 2012, Abril
Páginas: 292
ISBN: 9789898228895
Editora: Quinta Essência

Sinopse:
O livro mais encantador da temporada

Para Aurélie Bredin, as coincidências não existem. Jovem, sensível e atraente, é a proprietária de um pequeno e romântico restaurante, Le Temps des Cerises, situado no coração de Paris, a dois passos do Boulevard Saint-Germain.
Naquele pequeno restaurante forrado a madeira, com toalhas aos quadradinhos vermelhos e brancos, o seu pai conquistou o coração da sua mãe graças ao menu d’amour. E foi ali, rodeada pelo aroma do chocolate e da canela, que Aurélie cresceu e onde encontra consolo nos momentos difíceis da sua vida. Mas agora, magoada pelo abandono de Claude, nem sequer a calidez acolhedora da cozinha é capaz de consolá-la.
Uma tarde, mais triste que nunca, Aurélie refugia-se numa livraria. Um romance, O Sorriso das Mulheres, chama a sua atenção. Quando o folheia, descobre que a protagonista é inspirada nela e que Le Temps des Cerises é um dos cenários principais.
Graças a esta prenda inesperada, volta a sentir-se animada. Decide entrar em contacto com o autor, Robert Miller, para lhe agradecer. Mas isso não é fácil. Qualquer tentativa de conhecer o escritor – um misterioso e esquivo inglês – morre na secretária de André Chabanais, o editor que publicou o romance.
Porém, Aurélie não desiste e quando um dia surge efectivamente uma carta do autor na sua caixa de correio, acaba por daí resultar um encontro bem diferente daquele que tinha imaginado…

A minha opinião:
Espirituoso.

Mais do que encantador, penso que a plavra que melhor o define é Espirituoso. Um romance que nos predispõe bem, e nos mantêm um sorriso no rosto porque o autor com a sua sensibilidade  e genialidade captou bem a natureza feminina e fez deste romance UM PRESENTE DOS CÉUS (palavras dele).

Gosto de ler os prefácios e os posfácios e recomendo que o façam porque melhor compreendemos o que se passa (passou) na mente do autor. Neste caso:

       "... pretendo que este permaneça um lugar da fantasia, um lugar em que os desejos ganham contornos de realidade e tudo se torna possível. O sorriso das mulheres é um presente dos céus, é o ínicio de qualquer história de amor..."

Este romance é belo na sua simplicidade e verossimilhança. Aurélie e André são credíveis. Podem ser inventados mas também poderia ser baseado nas muitas reviravoltas de duas pessoas apaixonadas (ou pelo menos uma delas), que finalmente se encontram depois de muitas peripécias, algumas delas hilariantes, outras nem tanto ou até mesmo sofridas, num cenário tão maravilhoso e romântico como o de Paris - a cidade luz/ cidade do amor e entre os requintados aromas e sabores da cozinha francesa.

Aguçaram-me a curiosidade sobre este romance. E ainda bem porque é um romance que deveria mesmo ler. O sentimento expresso neste divertido romance de André por Aurélie desde que ficou cativo do belo sorriso de Aurélie e que seduziu com o seu primeiro romance.

Um prazer de ler!
(Não gosto de classificar o que leio mas não resisto a definir o que me agradou muito como um prazer de ler. Normalmente são livros que pretendo adquirir e mais tarde reler.)

2 comentários:

  1. Bom dia Vera,

    também li recentemente este livro e ADOREI. É um romance cheio de charme e é como dizes... Dá prazer ler.

    Boas Leituras
    Maria João
    http://abibliotecadajoao.blogspot.pt/2012/05/nicolas-barreau-o-sorriso-das-mulheres.html

    ResponderEliminar
  2. estou muito curiosa com esse livro, tenho de o comprar :)

    ResponderEliminar