segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Há Sempre um Amanhã



Autor: Anita Notaro
Edição: 2012, Abril
Páginas: 468
ISBN: 9789898228857
Editora: Quinta Essência

Sinopse:
Certos momentos da vida mudam-nos para sempre

A maior parte das pessoas consegue lembrar-se de um momento decisivo na sua vida. Uma fração de segundo quando o tempo parou e a vida mudou para sempre. Para Lily Ormond, esse momento chegou ao fim de um dia, quando foi abrir a porta e descobriu que, enquanto estava a esmagar alho e alecrim e assistir a telenovelas, a sua irmã gémea Alison se tinha afogado.
Foi difícil conciliar-se com a perda da única irmã e melhor amiga, e mais ainda tornar-se mãe de Charlie, o filho de Ali com três anos de idade, mas descobrir que a sua irmã gémea levava uma vida secreta havia anos quase destruiu Lily... E assim começa uma viagem relacionada com quatro homens que tinham feito parte de uma vida que ela nem sabia existir. Uma viagem que obriga Lily a reconciliar-se com a memória do pai que nunca se importou realmente com ela, com uma criança que precisa muito de si e com uma irmã que não era o que parecia.

A minha opinião:
Certos momentos da vida mudam-nos para sempre.  É sobre o subtitulo que refletimos depois de ler o primeiro trágico capítulo e enquanto observamos a bela capa que nosso imaginário também compunhamos. Um momento de bem estar e felicidade que ... As reviravoltas da vida que tudo transfiguram. Infelizmente essas são notícias que afetam o nosso dia-a-dia, mas este é um romance luminoso e surpreendente que se torna numa viciante leitura.

Há livros sensacionais que arrebatam completamente desde as primeiras páginas com uma estória bem estrutrada, diálogos consistentes, coerentes e divertidos para personagens credíveis e bem definidas com profundidade suficíente para como leitora as procurar compreender. É o caso deste romance que me fez experienciar uma série de emoções num constante rodopio através do desenvolvimento da personagem príncipal, Lily. Uma personagem cativante nas suas qualidades e defeitos que honestamente assume, o que lhe confere humanidade.

O segredo de Alison que se revela na sua ligação a quatro homens que a desejavam com distintas motivações, sem suspeitas  dos mais próximos (como a sua gémea que amava e protegia), desencadeiam muitas situações delicadas e inesperadas que Lily, insegura e desconfiada terá que lidar. Até no passado poderão estar algumas respostas para as diferentes personalidades e atitudes destas duas irmãs tão semelhantes fisicamente e tão diferentes em tudo o resto.

Um grande, grande, grande prazer de ler. Que bom quando assim é e um romance nos dá essa possibilidade de sentir e pensar enquanto relaxamos em tão boa companhia.

Sem comentários:

Enviar um comentário