quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Os Descendentes

Autor: Kaui Hart Hemmings
Edição: 2012, Janeiro
Páginas:
304
ISBN:
9789722347099
Editora: Presença

Sinopse:

Matthew King é advogado e um dos homens mais ricos do Havai, mas a sua vida muda por completo, quando a mulher fica em coma depois de um acidente. Esta situação acarreta novas e difíceis responsabilidades para King, entre as quais aprender a lidar com duas filhas nada fáceis. Entretanto, Matthew é surpreendido por uma revelação chocante...
Kaui Hart Hemmings, a autora, ambienta este livro sobre relações familiares pouco convencionais no exotismo expressionista do cenário e tira partido da contradição entre o drama familiar e um omnipresente sentido de humor.

A minha opinião:
A autora diverte-se ao partilhar as percepções e pensamentos da personagem principal com o leitor como se este mantivesse um diálgo sigiloso, ou melhor, partilhasse confidências  sobre aquela fase perturbadora da sua vida. Torna-nos cúmplices do humor ou sarcasmo de Matt quando avalia passado e presente e é confrontado com situações difíceis, inesperadas e inusitadas em que tem que decidir e/ ou tomar atitudes que afetam a familia e o futuro. Mas, apesar da carga dramática deste romance, é surpreendente como nos faz refletir sobre o absurdo e o ridiculo de tantos episódios que nos passam despercebidos em momentos críticos.
Depois de ler este romance é fácil de perceber a adaptação do mesmo ao cinema e a escolha de George Clooney para protagonista. Anseio por ver o filme e confirmar o quão bem se ajustam ao meu imaginário.

Distanciado emocionalmente da familia que ama e dedicado à carreira, Matt é obrigado a reorganizar a sua vida e prioridades, aproximando-se das filhas adolescentes, a rebelde e direta Scottie de dez anos, e a Alex de dezassete,  internada num colégio interno para escapar a um problema de abuso de drogas. Alex faz-se acompanhar como apoio, de Sid, um amigo que também ele está a superar uma perda e uma desilusão.

Irreverente e tocante mas ainda ainda assim divertido e leve, é um romance que não desilude.

Sem comentários:

Enviar um comentário