sábado, 2 de fevereiro de 2013

O Segredo de Sophia

Autor: Susanna Kearsley
Edição: 2012, Junho
Páginas: 512
ISBN: 9789892319445
Editora: ASA

Sinopse:
Carrie McClelland é uma escritora de sucesso a braços com o pior inimigo de qualquer artista: um bloqueio criativo. Em busca de inspiração, ela decide mudar de cenário e visitar a Escócia, onde se apaixona pelas belas paisagens e pelo Castelo de Slain, um lugar em ruínas que lhe transmite uma inexplicável sensação de pertença e bem-estar. Tudo parece atraí-la para aquele lugar, até mesmo o seu coração, que vacila sempre que encontra Graham Keith, um homem que acaba de conhecer mas lhe é, também, estranhamente familiar.Com o castelo como cenário e uma das suas antepassadas - Sophia - como heroína, Carrie começa o seu novo romance. E rapidamente dá por si a escrever com uma rapidez invulgar e com um imaginário tão intrigante que a leva a perguntar-se se estará a lidar apenas com a sua imaginação. Será a "sua" Sophia tão ficcional como ela pensa? À medida que a sua escrita ganha vida própria, as memórias de Sophia transportam Carrie para as intrigas do século XVIII e para uma incrível história de amor perdida no tempo. Depois de três séculos de esquecimento, o "segredo de Sophia" tem de ser revelado.

A minha opinião:
Um romance maravilhoso. Devaneio entre páginas. 
 
Retardei a leitura só pelo prazer de viajar por paisagens e cenários de sonho junto ao mar da Escócia. Personagens admiráveis e interessantes, mobilizadas por valores e ideais como a restauração ao poder do rei Jaime Stewart VIII da Escócia,  tornaram muito dificil interromper a leitura sem ansiar por saber mais. Mas não é apenas a parte de romance histórico que cativa o leitor porque a presença e atítude de Carrie e Graham num romance contemporâneo tornam este livro digno de ser lido e relido.

Narrativa segura e suave contada em dois tons. Primeira pessoa do singular com a Carrie e terceira pessoa do singular quando se trata da história de Sophia, uma personagem fascinante e forte que resistiu a várias vicissitudes. Como a autora escreveu: "Qualquer obra de ficção histórica é baseada em pessoas reais" e esta é resultado de um apurado estudo e muito empenho num romance absolutamente imperdível pelo carisma das personagens que se tornam compreensivelmente reais para o leitor.
Duas épocas diferentes separadas por três séculos de História, que Carrie recupera quando escreve o seu romance em que pela primeira vez a protagonista é uma mulher, mas na qual os homens também tem papeis preponderantes. Semelhanças e dissonâncias na história de ambas.

Há romances que merecem uma maior projeção e divulgação e este é certamente um desses casos. A capa bonita não é suficientemente apelativa e não espelha o conteúdo deste forte e inspirado romance, que não é exclusivamente para um público feminino.
 
Um prazer de ler!

2 comentários:

  1. Olá

    Tenho um selo para ti no meu blog (http://odesafiodaleitura.blogspot.pt/2013/02/selo-2013-literario.html)

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Obrigada. Vou tentar alcançá-lo muito em breve.

    Bjinhos

    ResponderEliminar