quarta-feira, 1 de agosto de 2018

Chama-Me pelo Teu Nome

Autor: André Aciman
Edição: 2018/ junho
Páginas: 284
ISBN: 9789897244360
Tradutor: Hugo Gonçalves
Editora: Clube do Autor

Sinopse: 
Chama-me pelo Teu Nome é um romance arrebatador sobre o desejo e a experiência da atração. Uma das grandes histórias de amor do nosso tempo, narrada de forma inteligente e imprevisível.

Na idílica Riviera italiana nasce um romance intenso entre um rapaz de dezassete anos e o convidado dos pais, um estudante universitário que irá passar com eles umas semanas no verão.

A mansão sobre as falésias é povoada por um conjunto de personagens excêntricas, com um gosto especial pela boa vida. Mas nenhum dos jovens está preparado para as consequências da atração, que, durante essas apaixonadas semanas de calor, mar e vinho, faz crescer entre eles o fascínio e o desejo, sentimentos que não conseguem suprimir, apesar de todas as proibições e dos perigos.

Divididos entre o receio das consequências e o fascínio que não conseguem esconder, avançam e recuam movidos pela curiosidade, o desejo, a obsessão e o medo, até se deixarem levar por uma paixão arrebatadora e descobrirem uma intimidade rara que temem nunca mais encontrar.

Chama-me pelo Teu Nome não é só uma história intemporal, é também uma análise franca, bela e dura sobre a paixão - como agimos, pensamos e sentimos. Uma elegia ao amor e um livro inesquecível.

A minha opinião: 
Em férias, partilhamos leituras. Um romance comentado e badalado, depois do filme, foi o escolhido. Uma história de amor no masculino. O encanto em idílicas paisagens italianas.

Um encontro, uma paixão de verão, ou uma atração sexual que se descobriu que era recíproca entre um jovem e outro um pouco menos. O afastamento e o reencontro no mesmo local. Os sentimentos, percepções e pensamentos, equívocos ou inseguranças, de todos os apaixonados. Sem distinção de gênero. Descomplexado.

Escrita simples, fluida e acessivel. Juvenil. No final, um pouco triste mas expectável. Verossímil. Recomendado.

Sem comentários:

Enviar um comentário