sábado, 17 de setembro de 2011

Como falar com um viúvo

Autor:  Jonathan Tropper
Edição: 2010, Julho
Páginas: 304
ISBN: 9789896720391
Editora: Suma de Letras, uma chancela Objectiva

Sinopse:
Doug Parker. 29 anos. Viúvo.
Quando casou com Hailey – linda, inteligente e dez anos mais velha – Doug prescindiu de uma vida despreocupada em Manhattan para ir viver numa pacata cidadezinha do estado de Nova Iorque com a mulher e o enteado. O idílio do casal termina tragicamente com a morte inesperada de Hailey, que deixa Doug afogado em sofrimento e Jack Daniels.
Doug sente-se incapaz de ultrapassar a morte da mulher e olhar para o futuro com esperança. Mas os problemas da sua família excêntrica não lhe deixam espaço para muitas lamentações. Claire, a irmã-gémea de espírito autoritário, muda-se de armas e bagagens, e um bebé na barriga, para casa de Doug, determinada a dar um novo rumo à vida do irmão.
Debbie, a irmã mais nova, anda obcecada com os preparativos de um casamento de princesa com o ex-melhor amigo do irmão. Mas a grande preocupação de Doug é o enteado, Russ, que se transformou de criança doce em adolescente problemático.

A minha opinião:
Comecei a ler este livro e não consegui parar. Com surpresa, descobri um romance comovente, inteligente e hilariante. Foca o amor, a perda, os absurdos do quotidiano, e recomeços mesmo sem saber como.
A empatia com o Doug surge nas primeiras páginas, porque, apesar de amargurado, confuso e revoltado, possui uma perspicácia extraordinária e um sentido crítico acutilante, que se manifesta em reflexões sarcásticas e diálogos mordazes.
As peripécias que lhe sucedem no relacionamento com o enteado Russ, Jim, o pai de Russ, a bela e excêntrica Claire, a infiel vizinha Laney e todas as outras fantásticas personagens, como o pai, a mãe, são divertidíssimas .
Imperdível.
Não me admira que em breve esteja adaptado ao cinema.

Sem comentários:

Enviar um comentário