domingo, 21 de agosto de 2011

As Sábias

Autor: Roger R. Talbot
Edição: 2011, Junho
Páginas: 416
ISBN:
Editora: Edições Asa

Sinopse:
"Ensinar-te-ei a usares os teus medos como alento, o teu corpo como arte, a tua voz como arma."

Salomé, Ana Bolena, Maria Callas, Jacqueline Kennedy...
Muitas mulheres poderosas têm escrito a História.
E se todas elas estiverem unidas por um segredo?
E se todas elas pertencerem a uma irmandade secreta e milenar?
Quem desvendar os seus enigmas possuirá a chave do mundo...

Um pouco por todo o globo, vários acontecimentos enganadoramente isolados põem em marcha um plano no qual a jovem Nadja tropeça involuntariamente. Só e desamparada desde a morte da mãe, uma atriz famosa cuja morte durante a rodagem de um filme foi considerada acidental, Nadja não se conforma com a indiferença das autoridades. Não poderia saber que em jogo está a mais espantosa revelação da História da Humanidade. 
Um romance irresistível, que cruza esoterismo e história, conspiração e suspense, sonho e realidade...

A minha opinião:
"Único objectivo: Seduzir e subjugar os homens mais poderosos da Terra, para lhes orientar as escolhas. Porquê? Porque elas sabiam fazê-lo melhor."

Esta frase encantou-me e é um elogio fantástico às mulheres. Pena que elas próprias não se tenham em tão elevada consideração.

Um intrincado romance e um intenso thriller foi o que encontrei nesta surpreendente leitura.
Por desatenção, não li convenientemente a sinopse e esperava um romance sobre a argúcia e sensibilidade feminina que, depois de bem orientada e com instrução superior, permitira a algumas mulheres atingirem os seus objectivos. 
Mas não contei com um poderoso e badalado oligarca russo envolvido em negócios sujos, mas que ainda assim é leal e não suporta a traição.

O autor cria uma enigmática história em pequenos capítulos que, depois de uma apresentação prévia, se vai desenrolando na mesma sequência de tempo e me manteve em suspenso. 
Uma excelente leitura em tempo de férias.

Sem comentários:

Enviar um comentário