sábado, 20 de agosto de 2011

Solitude

Autor: Sérgio Brota
Edição: 2010, Setembro
Páginas: 272
ISBN:
Editora: Papiro

Sinopse:
"A viagem é uma forma privilegiada de acesso ao conhecimento; possibilita a reflexão e o crescimento pessoal. Por isso, quem tem alma de viajante procura a diferença, não a semelhança. E ser viajante é muito mais do que ser turista: é percorrer o mundo como uma criança , mastigar devagar alimentos que não se conhecem, experimentar sensações novas, ver tudo como se fosse a primeira vez; é deixar que outras pessoas e outras culturas nos emocionem e nos deixem mais ricos como seres humanos." Roland Barthes

A minha opinião:
Diário de grandes viagens por um aventureiro com alma de viajante. Vivenciar, sentir, percepcionar, admirar e reflectir sobre outras formas de estar em culturas / comunidades tão distintas do que conhecemos. 
Completamente diferente dos habituais relatos de férias dos turistas. 
Fascinantes textos bem documentados, com boas fotos a preto e branco (que eu adoro) que embelezam esta obra e nos transmitem experiências únicas numa linguagem corrida. 
Certamente que, quem escreve e vive assim, é um ser muito especial e rico. Não me refiro a riqueza material, mas a riqueza que engrandece um ser humano.

Sem comentários:

Enviar um comentário